Mega-operação inspeciona boxes do Mercado Central

Por - em 55

Uma mega-operação com a participação das secretarias Municipais de Saúde (SMS), Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) irá fiscalizar os boxes do Mercado Central de João Pessoa. A ação pretende evitar a proliferação de vetores e pragas urbanas. A primeira etapa, que acontece nesta sexta-feira (20), inspeciona os boxes de hortifrutigranjeiros.

De acordo com gerente de Vigilância Sanitária, Ivanildo Brasileiro, foi observado que grande parte dos comerciantes não está respeitando as normas sanitárias. “Quando eles receberam os boxes, tiveram cursos de qualificação e foram orientados sobre a transmissão de doenças através de alimentos e sobre como inibir a proliferação de vetores. Mas acontece que muitos deles não estão cumprindo com essas normas”, esclareceu.

Assim, os comerciantes com alguma irregularidade nesse aspecto serão notificados e terão um prazo para se adequar às normas, sob pena de multa. “Eles estão colocando os alimentos expostos em madeiras, quando deveriam expor nos balcões de granito dos boxes; deixam mercadorias fora dos boxes, usando as pias para dar banho em crianças; utilizam fogões de barro dentro dos boxes, o que pode causar incêndios e acidentes com eles próprios ou com algum cliente”, esclareceu.

O gerente informou que a Vigilância Ambiental estará presente na ação para identificar e destruir possíveis focos do mosquito da dengue. “A Emlur irá fiscalizar o acondicionamento do lixo, que deve estar em sacos e em recipientes adequados. A Sedurb irá verificar a conservação dos boxes e a comercialização de alimentos fora do espaço determinado para tal”, disse.

A segunda etapa da fiscalização ainda não tem data para acontecer, mas vai abranger setor que comercializa tubérculos. “À medida que forem sendo entregues os novos espaços no Mercado Central, vamos dar os cursos e depois fiscalizar se tudo vem sendo cumprido. Depois do Mercado Central, começaremos a inspeção nos outros mercados públicos da cidade”, disse.