Mercado Central: feirantes são relocados para facilitar obras

Por - em 38

Com a conclusão em novembro passado da primeira etapa do galpão de cereais do Mercado Central, a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) deu início no domingo (4) às obras que faltam para o galpão funcionar plenamente e de acordo com o projeto elaborado pela Secretaria de Planejamento (Seplan). Na operação do domingo, foram transferidos 61 comerciantes e demolidos 14 pontos comerciais em alvenaria que ocupavam o espaço onde vão surgir novos equipamentos.

O objetivo do remanejamento dos comerciantes é a desocupação da área onde serão construídas as novas obras. No local, além dos espaços destinados à comercialização de produtos de mercado, haverá um centro de inclusão digital e um posto policial. Os comerciantes ficarão provisoriamente no pavilhão do antigo ‘Sacolão’, no interior do mercado.

Previsão – Para o secretário Ivan Burity, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), as obras que começam agora em janeiro devem ficar prontas num prazo de 120 dias. Ainda segundo o secretário, também neste mesmo prazo serão licitadas as obras de construção dos pavilhões de carne, aves e frios, que dará continuidade à requalificação e funcionalidade do Mercado Central.

O início – As obras de recuperação do Mercado Central de João Pessoa foram iniciadas em 2006. Os primeiros beneficiados foram 299 comerciantes de frutas, verduras e raízes, que hoje vendem seus produtos em dois pavilhões, com toda infra-estrutura e higiene necessários.