Mercado Central: Ricardo assina Ordem de Serviço para nova etapa

Por - em 41

O prefeito Ricardo Coutinho assina nesta sexta-feira (19), às 9h, a Ordem de Serviço para o início de mais uma etapa de recuperação e requalificação do Mercado Central de João Pessoa. A solenidade acontece no próprio local e nesta etapa estão previstas as construções de dois galpões, um posto policial, um Centro de Inclusão Digital e uma via de acesso para carga e descarga. Também é prevista a implantação de jardins e o plantio de árvores no local. Os investimentos são da ordem de R$ 2.945.413,44 oriundos de recursos próprios do município.

O galpão II vai abrigar 64 boxes para a comercialização de frangos e laticínios; já o galpão III disponibilizará 56 boxes para os comerciantes de carnes vermelhas. Toda a estrutura será em alvenaria com revestimento cerâmico, bancadas em granito e pias de aço inox. A cobertura segue o padrão das demais edificações do mercado com telhas termo-acústicas.

O projeto prevê que entre os dois galpões haverá uma via livre com jardins onde serão plantadas 9 árvores de médio e grande porte. A proposta é proporcionar um ambiente de bem-estar e acolhimento para os usuários e comerciantes.

No Centro de Inclusão Digital (CID), os comerciantes terão às disposição 15 computadores destinados ao aprendizado de noções de Informática com o objetivo de agilizar as negociações comerciais. A edificação vai obedecer aos critérios adotados nos demais equipamentos do mercado.

Recuperação – As obras de reforma no Mercado Central tiveram início em 2006, quando a atual administração atualizou todo o cadastro dos ocupantes daquele equipamento. Atividades não compatíveis com mercado foram eliminadas. De forma coordenada, a Prefeitura recuperou a estrutura física, principalmente as instalações hidráulicas e elétricas, e as áreas de circulação interna. Externamente, retirou as barracas instaladas na calçada da avenida Pedro II, recuperou a fachada principal e instalou um estacionamento para clientes do mercado.

A Prefeitura já recuperou 2 galpões: uma para a comercialização de frutas e verduras; e outro para venda de cereais e ‘mangaio. Na Praça de alimentação, inaugurada em agosto de 2009, os usuários têm a sua disposição quatro acessos, rampas para facilitar o trânsito de mercadorias e a movimentação de deficientes físicos. Também foram construídos duas novas alas de banheiros – feminino e masculino. Entre os boxes foram reservados pequenos espaços para jardinagem que terão espécies como cedros e helicônias.