Meu bairro é limpeza: Emlur inicia projeto pela zona sul

Por - em 22

Com o objetivo de aproximar-se cada vez mais da população e tornar a cidade ainda mais limpa, a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) retoma nesta quarta-feira (20), o projeto ‘Meu Bairro é Limpeza’ em bairros da Zona Sul. Durante seis dias, moradores do loteamento João Paulo II, próximo ao Geisel, serão contemplados com ações educativas e prestação de serviços num trabalho simultâneo das equipes da Emlur. Segundo dados de 2000 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 14.142 pessoas vivem nessa localidade.

De acordo com o cronograma montado pela Autarquia, depois do Loteamento, o projeto ‘Meu Bairro é Limpeza’ vai se instalar no Esplanada, em seguida no Ernany Sátyro, depois na Comunidade Gauchinha, no Costa e Silva e, concluindo, no Conjunto Taipa. Estarão envolvidos nesse projeto mais de 160 servidores da Autarquia, sendo 120 agentes de limpeza.

Além de varrição, capinação das vias, pintura de meio-fio, limpeza de terrenos e educação ambiental, a Emlur vai colocar uma tenda no campo de futebol, entre as ruas comandante José E. de Souza e José Tomás de Maria. Estas serão, posteriormente, repassadas aos órgãos de origem para que providências sejam tomadas.

Dentro do processo de intersetorialidade proposto pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), a Emlur trabalha integrada com outras secretarias. Antes de entrar no bairro para a limpeza de terrenos, o Centro de Zoonose (Secretaria de Saúde) realizará a dedetização nessas áreas nesta terça-feira (19). A Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) auxiliará no reparo de algumas vias, com aplicação de areia grossa, cascalhinho, brita e rachão, materiais produzidos pela Usina de Beneficiamentos de Materiais da Construção Civil da Emlur (Usiben).

Educação ambiental – O Departamento de Valorização e Recuperação de Resíduos Sólidos (Devar) da Emlur preparou estratégias de educação ambiental para trabalhar com os moradores do bairro João Paulo II. Serão realizadas ações de porta em porta, informando sobre a maneira correta de acondicionamento do lixo. Os educadores ambientais também farão a realimentação do Projeto ‘Santo de Casa faz Milagre’ nas escolas municipais da área onde já foi implantada a coleta seletiva. A intenção é envolver os professores nesse trabalho, bem como as lideranças das Associações Comunitárias.

Para o superintendente da Emlur, Coriolano Coutinho, o projeto visa principalmente atender aos bairros da capital por meio de ações articuladas com outras secretarias, onde o foco principal é a limpeza urbana, a recuperação de vias e a sensibilização da população, para o acondicionamento adequado do lixo domiciliar. “É importante ressaltar que essas ações ocorrerão em parcerias com as lideranças comunitárias dos bairros”, disse o titular da pasta.