MinC abre inscrições para prêmio em homenagem à Mestra D. Izabel

Por - em 40

As inscrições para o ‘Prêmio Culturas Populares 2009 – Mestra Dona Izabel – Artesã Ceramista do Vale do Jequitinhonha’ estão abertas até o dia 28 de agosto. Ao todo, serão escolhidos 195 candidatos e cada um receberá o valor de R$ 10 mil, totalizando um investimento de cerca de R$ 1,9 milhões. A promoção é da Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (SID/MinC).

A Mestra Dona Izabel, em vista do reconhecimento pelo Minc, receberá o prêmio de R$ 10 mil pela atuação exemplar na área das culturas populares e pela contribuição para a cultura brasileira.

As inscrições do concurso devem ser realizadas unicamente por meio dos serviços de postagem da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Para isso, o interessado deve enviar o material exigido para o seguinte endereçamento: Prêmio Culturas Populares 2009, Ministério da Cultura; Caixa Postal 8572-X; SHS – Quadra 2 – Bloco B; Brasília/DF; CEP 70.312-970.

Mais informações sobre o concurso podem ser adquiridas pelo endereço eletrônico do Minc (www.cultura.gov.br). No portal do Ministério da Cultura, o interessado vai acessar o edital, que estabelece a documentação e os procedimentos necessários para o candidato concorrer ao prêmio.

Os projetos culturais selecionados serão distribuídos entre as categorias de ‘Mestres e Mestras dos Saberes e Fazeres’, além de ‘Grupos e Comunidades Tradicionais’. A seleção das propostas ficará sob a responsabilidade de uma comissão, composta por artistas, pesquisadores, além de técnicos, ou dirigentes do sistema MinC e de instituições parceiras, com atuação reconhecida na área.

Segundo o Edital de Concurso Público (nº 005, de 15 de julho de 2009), podem concorrer ao prêmio ações e trabalhos, individuais ou coletivos, que fortalecem as expressões culturais populares, contribuindo para a manutenção dinâmica das diferentes identidades brasileiras. Também estão aptas a participar do concurso as atividades de retomada de práticas que estão em processo de esquecimento, assim como iniciativas de difusão para além dos limites das comunidades de origem.

Diante dessas observações feitas em edital, estão incluídos como expressões viáveis a participar do prêmio aquelas iniciativas voltadas à religião; rituais e festas populares; arte popular; mitos, histórias e narrativas orais; processos populares de transmissão de conhecimentos; medicina popular; alimentação e culinária popular; pinturas, desenhos, grafismos e outras formas de artesanato e expressão plástica; escritos; danças dramáticas e audiovisual.

Oportunidade para novas categorias – Serão automaticamente inabilitadas as propostas já premiadas pela Secretaria da Identidade e da Diversidade do Ministério da Cultura no edital Fomento às Expressões das Culturas Populares (2005), nas edições Mestre Duda – 100 Anos do Frevo (2007) e Humberto de Maracanã (2008) do Prêmio Culturas Populares. Por serem objeto de ações específicas do Minc, os segmentos ‘Culturas Indígenas’, ‘Culturas Ciganas’, ‘Cultura Hip Hop’, ‘Capoeira’, ‘Pontos de Cultura’ e ‘Griôs’ também não serão contemplados nesta edição do prêmio.