Ministério do Trabalho aprova microcrédito orientado em JP

Por - em 13

O coordenador-geral do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado do Ministério do Trabalho e Emprego (PNMPO/MTE), Max Brito Coelho, conheceu, na manhã desta sexta-feira (12), o funcionamento do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP), que já investiu R$ 7,2 milhões na microeconomia da Capital, em pouco mais de três anos. O objetivo da visita do assessor do ministro Carlos Lupi foi conhecer experiências que deram certo na área e fazer um diagnóstico dos desafios do microcrédito, na Paraíba.

“Vi aqui em João Pessoa duas coisas que me chamaram a atenção. Primeiro, que a cidade está fazendo microcrédito orientado, que é o objetivo do Ministério do Trabalho e Emprego. Não basta oferecer crédito, é preciso estimular, acompanhar para que os negócios não morram em seis meses, mas gerem renda e até emprego. Isso João Pessoa está fazendo. A segunda coisa é que as ações na área estão integradas com as políticas públicas, entendendo que o microcrédito é um instrumento complementar de combate à pobreza, não funciona sozinho, precisa está aliado a outras ações. João Pessoa, pelo que vi, está conseguindo fazer esse casamento”, avaliou.

Max Brito Coelho explicou que esteve em João Pessoa representando o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, com o objetivo de conhecer os desafios do microcrédito no Estado. Informou que segundo os últimos dados do IBGE, a Paraíba tem 207 mil pequenos empreendedores (que estão no mercado informal) e o MTE ainda não tem o diagnóstico de como essas pessoas estão vivendo e se estão tendo acesso ao crédito orientado. “O desafio é muito grande. Sabemos que os bancos tradicionais não oferecem crédito a essa gente, porque não querem correr risco. Para suprir essa e outras deficiências foi criado em 2005 o Programa Nacional de Microcrédito, do MTE”, explicou.

O coordenador do PNMPO foi recebido pelo secretário de Desenvolvimento Sustentável da Produção (Sedesp), Raimundo Nunes, e a equipe do Empreender, além da consultora do Sebrae-PB, Márcia Timótheo. A comitiva visitou o projeto Cinturão Verde, em Gramame, que atende produtores rurais e depois acompanhou a renovação de crédito de 10 microempreendedores, na sede da Sedesp, no Centro da Capital.