Ministro do Trabalho visita escola e recebe título de ´Cidadão Pessoense´

Por - em 42

O Ministro do Trabalho, Carlos Luppi (PDT), recebeu o título de Cidadão Pessoense, neste sábado (5), conferido pela Câmara Municipal. A propositura foi do vereador Watteau Rodrigues (PC do B). A solenidade aconteceu na Escola Municipal Governador Leonel Brizola, localizada em Tambauzinho. Na oportunidade, ele conheceu as instalações da nova unidade de ensino, inaugurada em fevereiro passado pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP).

Carlos Luppi veio a João Pessoa para assinar convênios entre o Governo Federal com a Prefeitura da Capital e o Governo do Estado. “Receber o título de cidadão pessoense, principalmente em um espaço que enaltece o nome de Leonel Brizola, é muito importante para mim. Sinto-me honrado”.

A secretária de Educação e Cultura, Ariane Sá, esteve presente a solenidade. Para ela, o nome da escola faz uma homenagem a um dos principais ícones da luta pela melhoria do ensino público no país. “Esta escola segue um modelo padrão que foi adotado pelo Governo Municipal para dar um salto de qualidade à Educação em João Pessoa”, lembrou

O vereador Watteau Rodrigues disse que justificou sua homenagem lembrando que o ministro Carlos Luppi está abrindo caminhos para que o jovem tenha cesso ao mercado de trabalho.

A escola está localizada na Avenida Beira-Rio (antigo prédio da Guarda Municipal) e tem capacidade para receber 700 alunos, possui dois pavimentos, dez salas de aula e laboratórios de informática, biblioteca e ginásio de esportes. A área construída atinge 2.244,45 metros quadrados. A obra foi orçada em R$ 1.579.595,96.

Homenageado – Brizola nasceu em 22 de janeiro de 1922, no povoado de Cruzinha, perto de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. Filho de família de pequenos lavradores, iniciou a carreira política em 1945, quando ingressou no PTB ao lado de um grupo de sindicalistas gaúchos.

Com ampla projeção nacional, elege-se novamente deputado federal pelo então Estado da Guanabara, em 1962, com 300 mil votos, a maior votação obtida até então por um parlamentar na história brasileira. Em 1981 fundou o PDT, partido pelo qual foi eleito governador do Estado do Rio duas vezes. Morreu em 21 de junho de 2004, aos 82 anos, o ex-governador do Rio e presidente nacional do PDT Leonel Brizola, vítima de insuficiência respiratória.