Mistura de ritmos e sons empolga público na Praça Antenor Navarro

Por - em 22

Uma mistura de sons, sotaques e ritmos. Esse foi o tom da noite deste domingo (06) do projeto Estação Nordeste, realizado na Praça Antenor Navarro (Centro Histórico). Um grande público pôde curtir a miscigenação de ritmos da Cabruêra, o som marcante da guitarra do angolano Nuno Mindelis e a forte interpretação de Diana Miranda.

“É maravilhoso estar aqui, em um ambiente multicultural, com tranqüilidade e ainda presenciando a valorização de uma área importante como é o Centro Histórico de João Pessoa”, ressaltou a historiadora paulista Solange Ferraz de Lima. Essa é a segunda vez que ela visita a Capital paraibana e ficou encantada com a recuperação e ocupação noturna das áreas históricas da cidade com a realização do projeto Estação Nordeste.

A primeira atração da noite foi a cantora paraibana Diana Miranda. Ela contagiou o público e fez todo mundo dançar ao som de sucessos de autores paraibanos, como Chico César, Jackson do Pandeiro e Flávio José. E ainda fez uma homenagem especial a pessoense Kátia de França, ao interpretar ‘Ponta do Seixas’.

Em seguida foi a vez de Nuno Mindelis fazer a festa na Praça Antenor. Durante mais de uma hora o músico encantou adultos, adolescentes e crianças presentes no local com sua guitarra, tocando e cantando canções de blues e jazz. Ao final da apresentação, Nuno caminhou entre o público e levou uma pessoa da platéia para tocar gaita com ele no palco.

Nos intervalos dos shows, o DJ Guirraiz não deixava diminuir a animação do público. Com mix de músicas, dentre elas cocos de roda, cirandas, rock e MPB, fazia todos dançarem. “O legal é essa mistura de ritmos. Traz um ótimo astral. A gente até já dançou ciranda hoje”, disse a turista inglesa Chantal Benjamin, que mora no atualmente no Brasil e está visitando João Pessoa pela primeira vez.

Novo CD – A última atração da noite a subir ao palco foi a banda paraibana Cabruêra. Com músicas já conhecidas e algumas inéditas, que farão parte do novo CD, que será lançado até o final deste ano, a Cabruêra levou para o palco uma mistura de linguagem em suas canções, característica marcante da banda.

O primeiro show da turnê 2008 da banda, que completa dez anos de formação este ano, fez muita gente cantar e dançar durante cerca de uma hora. “A nossa proposta é fazer todo mundo dançar com um mix de sons nordestinos em comunhão com outros ritmos”, comentou o vocalista e líder da banda, Artur Pessoa.

O Estação Nordeste será realizado até o próximo dia 25, com várias atrações locais e nacionais, dentre elas Zelia Duncan, Nação Zumbi e Escurinho. O próximo encontro do Estação Nordeste será na quinta-feira (10), na Praça Coqueiral, em Mangabeira. No palco, a festa será animada por Léo Almeida, Realidade Crua e Jackson Envenenado.