Modelo adotado pela Setur é referência para outras cidades

Por - em 46

A metodologia operacional de pesquisa de campo desenvolvida pela Secretaria de Turismo de João Pessoa (Setur) para fazer o levantamento dos equipamentos turísticos da cidade, será apresentada para gestores de todas as capitais e de 65 cidades consideradas destinos indutores de turismo. A forma como a Setur conseguiu fazer o ‘Inventário da Oferta Turística’, servirá de modelo para outras cidades que ainda não concluíram o levantamento exigido pelo Ministério do Turismo para cadastrar os dados do setor.

A experiência positiva de João Pessoa será apresentada durante o encontro da Associação Nacional dos Secretários e Dirigentes de Turismo das Capitais e dos 65 Destinos Indutores do Brasil (Anseditur), que será realizado ainda esse semestre em Porto Velho/RO. Para o Secretário de Turismo da Capital, Elzário Pereira, o convite é mais uma prova que João Pessoa está se fortalecendo com relação a estruturação, ordenamento e crescimento do setor.

“Fomos a primeira Capital a concluir a inventariação turística, com a inclusão dos dados no sistema, denominado Invitur (Sistema de Inventariação da Oferta Turística) criado pelo Ministério do Turismo. Nessa reunião, vamos explicar como foi feito o trabalho de obtenção de dados dos 3963 formulários coletados em campo, já que o Ministério fornece os formulários, mas a pesquisa de campo tem que ser desenvolvida por cada gestor e nosso método se mostrou eficaz por isso servirá de modelo para outras cidades”, revelou.

Inventário – O Inventário da Oferta Turística é um levantamento e registro dos atrativos, serviços, equipamentos e infraestrutura de apoio ao segmento turístico e irá servir como instrumento para planejamento e gestão da atividade turística em cada Estado e para o Ministério do Turismo. O Inventário está sendo armazenado em um sistema desenvolvido especialmente para este fim o ‘Sistema de Inventariação da Oferta Turística’ que é um banco de dados de abrangência nacional.