Moradores de Mangabeira fazem cadastro para o ‘Cartão Cidadão’

Por - em 58

Os moradores do bairro de Mangabeira, que não possuem o ‘Cartão Cidadão’ – utilizado para fazer uso do sistema de integração do transporte coletivo urbano em João Pessoa – agora poderão solicitá-lo no Centro de Referência da Cidadania de Mangabeira. Os servidores que trabalham na unidade estão fazendo o cadastro, principalmente das pessoas que estão desempregadas e, por não estar ligadas a uma empresa ou instituição de ensino, não possuem o instrumento (o cartão) para utilizar o sistema de integração.

A Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans) vem fazendo parceria com líderes comunitários, associações de bairros, Orçamento Democrático, além da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) para que cada vez mais pessoas tenham acesso aos cartões que possibilitam a utilização do sistema de integração dentro de João Pessoa e na Região Metropolitana.

Em cinco dias de trabalho de cadastramento em Mangabeira 50 pessoas já solicitaram o ‘Cartão Cidadão’. A expectativa, conforme revelou o coordenador do Centro de Referência da Cidadania de Mangabeira, Luiz Costa, é que até o final do mês 200 pessoas do bairro façam a solicitação do cartão. Ele lembrou que o trabalho de cadastro é permanente e que a STTrans envia os cartões no prazo de oito dias.

O órgão já realizou trabalho semelhante nas comunidades do Paratibi, Muçumago, Valentina Figueiredo, Gervásio Maia, Colinas do Sul e Jardim Planalto. Em cada uma dessas comunidades cerca de 50 pessoas fizeram o cadastro e receberam o ‘Cartão Cidadão’.

Conforme explicou a superintendente da STTrans, Laura Farias, a ideia do órgão é chegar cada vez mais próximo da população e possibilitar que todos sejam beneficiados pelos serviços oferecidos. Ela lembrou que esse tipo de trabalho visa atender, principalmente, as pessoas que estão fora do mercado de trabalho, pois elas acabam não tendo acesso ao cartão que possibilita utilizar o sistema de integração dentro e fora da Capital. “Utilizar o sistema de integração significa uma grande economia no final do mês”, comentou.

Integração – Com o sistema de Integração Temporal a transferência de uma linha para outra pode ser feita em qualquer parada de ônibus da cidade onde as linhas se cruzam, dentro de um intervalo de tempo, sem precisar pagar outra passagem nem ir ao Terminal de Integração. Já a Integração Temporal Metropolitana permite que os usuários de transporte público coletivo urbano dos municípios da Capital, Bayeux, Santa Rita, Cabedelo, Conde e Alhandra passaram a ter a vantagem de pagar a metade do valor da passagem sempre na segunda viagem.

Para ter acesso a esses sistemas, o usuário precisa usar o cartão da bilhetagem eletrônica, que está disponível nas versões Estudante, Vale Transporte (aquele que é adquirido pela empresa para o deslocamento do trabalhador), além do Cartão Cidadão (que atende os demais usuários do sistema).