Moradores discutem projeto do Parque Cuiá nesta 2ª feira

Por - em 24

O projeto do Parque Natural Municipal do Cuiá será tema de audiência pública nesta segunda-feira (25), às 18h30, no Ginásio Poliesportivo Odilon Ribeiro Coutinho, no Valentina II. A criação do Parque Municipal Natural do Cuiá é um desdobramento dos compromissos assumidos pela Prefeitura de João Pessoa na implantação do Plano Municipal de Conservação e Restauração da Mata Atlântica, em novembro de 2010.

Elaborado pela PMJP, através da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) e Secretaria de Planejamento (Seplan), o projeto será apresentado e discutido com a população durante a audiência. Segundo a economista Elimar Maria das Neves, chefe da Diretoria de Áreas Protegidas da Semam, toda a ação de mobilização dos moradores do entorno do Parque do Cuiá está sendo feita com as equipes do Orçamento Democrático (OD).

“Essa é verdadeiramente uma experiência de gestão compartilhada, que está envolvendo representantes das comunidades do entorno do Parque, biólogos, geógrafos, arquitetos, turismólogos, economistas e ainda tecnólogos em geoprocessamento, todos profissionais da Semam e Seplan”, complementou.

A área, remanescente da Mata Atlântica, deverá beneficiar, de forma direta, cerca de 65 mil pessoas de bairros e comunidades da Capital, a exemplo do Grotão, Conjunto dos Radialistas, Ernesto Geisel, José Américo, Valentina de Figueiredo I e II, Colinas do Sul, Planalto Boa Esperança, Água Fria, Loteamento Nova Mangabeira, Condomínio Amizade, Mangabeira, comunidades de Santa Bárbara, Nossa Senhora das Neves e Frei Damião.

O Parque está inserido ainda no Sistema Municipal de Áreas Protegidas (SMAP), encaminhado à Câmara Municipal de João Pessoa, que estabelece as diretrizes e instrumentos para a criação e gestão de áreas protegidas, que foram divididas em Unidades de Conservação da Natureza, baseadas na Lei Federal do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC) e em Parques Urbanos.

Para o geógrafo Euzivan Lemos, chefe da Divisão de Estudos e Pesquisas da Semam, “a criação e manutenção dos parques urbanos é um compromisso dessa gestão com a qualidade de vida da população. Os parques, além de preservarem a biodiversidade do ambiente, contribuindo para diminuir os impactos das enchentes, com espaços para o escoamento das águas, contemplam ainda a visitação pública, com equipamentos de lazer”, disse.