Moradores do Bessa ganham internet gratuita em novembro

Por - em 20

A segunda etapa de expansão do Projeto Jampa Digital beneficiará, a partir do próximo mês de novembro, a Praça do Caju, ponto de encontro das famílias do bairro do Bessa. Além de ser levado a mais um bairro da Capital, o projeto também cresceu em qualidade: o sinal de internet passou de 20 para 60 mega e a velocidade, que antes era de 100K por usuário, foi ampliada para 300k. O projeto é da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) e é desenvolvido pela Secretaria de Ciência e Tecnologia.
“Estamos oferecendo o indispensável para qualquer pessoa ler os seus e-mails, acessar a internet e ver um vídeo do Youtube sem interrupções, uma excelente a conexão”, afirma Leandro Almeida, diretor de suporte da unidade de tecnologia da informação da Secretaria de Planejamento de João Pessoa (Seplan). Segundo ele, os técnicos estarão instalando as antenas de transmissão ainda esta semana – possivelmente, em dez dias a população poderá utilizar o serviço.

Os outros pontos da cidade que já dispõem de sinal de intenet gratuita são: a orla da Capital (entre o Largo da Gameleira, em Manaíra, e o Restaurante Tererê, no Cabo Branco), a Praça do Coqueiral em Mangabeira, a Praça Soares Madruga, no Valentina Figueiredo, a Praça Bela, no conjunto Funcionários II, e a Estação Ciência Cabo Branco. Leandro lembra ainda que o projeto vai ser extendido para outros bairros da Capital. “Serão, ao todo, 14 praças com acesso à internet, em diferentes áreas da cidade”, diz.

Dotando de recursos estimados em mais de R$ 5 milhões, nesta segunda etapa a expansão do Jampa Digital possui três áreas de atuações distintas: a internet publica, 36 câmeras de monitoramento (STTrans e Guarda Municipal) e a interligação tecnológica de todos os órgãos públicos da gestão municipal (270 pontos), com previsão de conclusão para o início de 2011. Ao todo, são mais de 329 pontos, contabilizando 13 pontos de reserva.

O que é – O Jampa Digital se constitui no acesso à internet sem fio, por meio de banda larga gratuita. Para acessar, basta o usuário possuir um computador portátil (notebook, netbook ou laptop), ou de mão (PDA’s) ou, ainda, um celular ou smartphone com tecnologia de conexão sem fio. O serviço pode ser acessado num raio de 500 metros.

Para acessar, o internauta deve abrir uma conexão com a Rede WI FI e fazer um cadastro na página inicial do Jampa Digital. Depois disso, ele recebe uma senha e já pode navegar à vontade. Para os próximos acessos é só colocar a senha no campo indicado na página. A tecnologia utilizada é a mais moderna, garante alta proteção e, além disso, os usuários são cadastrados e só com senha e login poderão ter acesso a rede.

Reconhecimento – Com o Jampa Digital, a Prefeitura de João Pessoa conecta o internauta ao mundo e promove a maior ação de inclusão digital da história da cidade, reconhecida no Brasil e também no exterior. Gestores municipais de outras administrações e representantes comerciais estão firmando Termos de Convênio e Cooperação Técnica com o governo municipal, o que torna o Jampa Digital uma referência para o desenvolvimento de projetos similares em outros locais. “O projeto é único, pois trata de transferência de tecnologia para o cidadão, de inclusão digital e da governança eletrônica”, conclui Leandro.