Moradores dos Bancários ganham moderna academia ao ar livre

Por - em 62

A Praça da Paz, localizada no bairro dos Bancários foi inaugurada em 2006. Desde então, vem servindo à comunidade como um espaço de congregação, encontro, lazer, esportes e entretenimentos para crianças, adolescentes, adultos e idosos. O espaço foi qualificado e além da estrutura já padronizada, ganhou dez aparelhos de educação física, que serão instrumentos para a prática de exercícios e musculação, melhorando a qualidade de vida da comunidade.

Durante a solenidade de inauguração, que teve show da cantora paraibana Diana Miranda, o prefeito Ricardo Coutinho disse que João Pessoa vai continuar com essa política. A Praça da Paz foi o estopim de todo esse processo. Antes teve a São Gonçalo, mas esta já existia. Vamos qualificar mais esses lugares, potencializar a busca por uma vida muito mais superior. Percebo claramente, empiricamente, a melhoria da qualidade de vida do povo através de ações como esta. Estou sentindo uma cidade melhor, semeando civilidade. E isto é muito gratificante, ressaltou Ricardo. O projeto também se estenderá para outras 25 praças da Capital e já está funcionando no bairro do Rangel, Mangabeira, Funcionários I e 13 de Maio.

A dona de casa e moradora do bairro dos Bancários, Onélia Martins de Lima, fez questão de ressaltar a utilidade do local. Durante a inauguração da academia ao ar livre na tarde deste sábado (20), ela subiu ao palco do anfiteatro Poeta Lúcio Lins, na Praça da Paz, para revelar que melhorou de doenças por causa dos exercícios que tem praticado todos os dias no lugar. Essa praça é tudo de bom pra mim. Minha úlcera melhorou depois que comecei a praticar caminhada aqui, disse Onélia Martins.

Acompanhamento – Além da academia na praça, instrutores capacitados estarão acompanhando as pessoas da comunidade durante a prática combinada dos exercícios. Isis Cavalcante, uma dos professores de educação física do bairro, disse que se sente entusiasmada com o trabalho. É um projeto pioneiro de prevenção de doenças não-transmissíveis, como hipertensão, diabetes e cardiopatias, falou.

A dona de casa Josélia Ferreira, de 29 anos, estava com problemas na coluna quando passou a ser acompanhada pelos profissionais e diz que já começou a sentir as dores mais amenizadas em apenas duas semanas de exercícios. Ela conta que os moradores, além de serem instruídos quanto ao uso dos aparelhos de musculação, também usufruem de aulas de aeróbica, ginástica e dança. Melhorou aquela rotina das caminhadas e eu não tinha condições de pagar uma academia, diz Ferreira.

Orgulho – Em um trabalho de manutenção de toda essa obra, foram criados comitês gestores em cada praça para zelar por elas. O gestor da praça da paz, Valdeci da Silva, se sente orgulhoso em contribuir com este trabalho. Vejam bem o que é administração pública. Durante 25 anos pedíamos a construção desta praça. E olha só hoje. Além dela, são muitas outras espalhando civilidade, afirmou Valdeci da Silva.