Moraes Moreira e Paulinho Ditarso abrem temporada do Seis e Meia

Por - em 47

A primeira edição do Projeto Seis e Meia do ano de 2008 acontece nesta quarta-feira (19) e a atração nacional é o cantor, compositor e escritor baiano Moraes Moreira, uma das maiores referências da música nordestina contemporânea. Abre o evento o cantor, compositor e instrumentista paraibano radicado na Suiça, Paulo Ditarso, que vai fazer um passeio pelo melhor da música da Paraíba e do Nordeste.

O Projeto Seis e Meia é um dos mais consolidados eventos culturais de João Pessoa e leva a assinatura da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) e da Acorde Produções. Tem o apoio cultural do Ambassador Flat, Cia. do Chopp, Dona Branca e Vila Cariri e acontece sempre a partir das 18h30 na Praça de Eventos do MAG Shopping, no bairro de Manaíra. Os ingressos custam R$ 16,00 (inteira) e R$ 8,00 (estudante) e podem ser comprados antecipadamente ou na hora do show no posto vendas montado ao lado da bilheteria dos cinemas no primeiro piso do MAG.

Som da Bahia
– Moraes Moreira é o nome artístico de Antônio Carlos Moreira Pires, que nasceu em Ituaçu, na Bahia, em julho de 1947, e hoje é um dos principais cantores e compositores do Brasil. Na adolescência, Moraes aprendeu a tocar violão e mudou-se para a capital Salvador. Lá conheceu Tom Zé e inscreveu-se no ‘Seminário de Música’.

E foi no Seminário que entrou em contato com o rock e ficou amigo de Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, com quem formaria mais tarde a banda ‘Novos Baianos’, ao lado de Pepeu Gomes, Baby Consuelo, Jorginho, Baixinho, Bolacha e Dadi. Em 1975, deixou a banda e seguiu carreira solo. Com mais de 30 discos gravados, compôs hits inesquecíveis como ‘Pombo correio’, ‘Preta pretinha’, ‘Lá vem o Brasil descendo a ladeira e ‘Coisa acesa’.

Livro – Aos 61 anos de idade, Moraes é um dos mais atuantes músicos do Brasil e está lançando nacionalmente o livro intitulado ‘A história dos Novos Baianos e outros versos’, pela editora Língua Geral. Cantando e contando histórias ele mergulha em seu passado, revelando passagens que marcam a sua atuação no cenário da cultura popular do Brasil, durante 40 anos de estrada, seja como participante do grupo ou em carreira solo.

Não é á toa o crescente interesse das novas gerações pela música e a filosofia do lendário grupo ‘Novos Baianos’ que marcou a MPB dos anos 70. Pensando nisso, Moraes lançou mão da literatura de cordel, para relatar com muito amor, humor, verdade e informação, essa verdadeira saga vivida por ele e seus parceiros.

Esses e outros versos servirão como fio condutor do show que apresentará no Projeto Seis e Meia, em que o artista baiano se apresenta como narrador e cantor. Músicas como ‘Preta pretinha’, ‘Mistério do planeta’, ‘Brasil pandeiro’, ‘A menina dança’ e ‘Dê um rolê’, entre outras, que compõem a essência do repertório dos Novos Baianos, estarão na trilha sonora, com certeza matando as saudades de uns e a curiosidade de outros. A segunda parte desse espetáculo será debicada à vitoriosa carreira solo do artista. Sucessos como ‘Pombo correio’, ‘Festa do interior, ‘Lá vem o Brasil descendo a ladeira’, ‘Meninas do Brasil’, ‘Sintonia’, além de algumas inéditas, completarão a festa.

Ditarso – Paulinho Ditarso, que mora na Suíça há muitos anos, está passando uma temporada em João Pessoa e aproveitando para apresentar em vários espaços seu vitorioso projeto musical intitulado ‘Ditarso co.’, que tem o objetivo de mostrar inovações na mistura de ‘samples’ vocais e percussivos.

Considerado um dos melhores pandeiristas do Nordeste e dono de uma voz irretocável, Paulinho vai apresentar composições próprias e de parceiros, a exemplo de Lenine, Fuba, Milton Dornelas, Alex Madureira, Pedro Osmar, Chico César e Itamar Assumpção. Acompanham Paulinho Ditarso o guitarrista Vandix e o baixista Sérgio Gallo.