Mostra Arte Postal é aberta na Estação Cabo Branco nesta 4ª

Por - em 12

A exposição Arte Postal será aberta nesta quarta-feira (18), às 19h, no segundo pavimento da Torre Mirante da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, com entrada gratuita. A mostra, que permanecerá no local até o dia 29 de agosto, é composta por 90 cartões postais, medindo 10 por 15 centímetros, dos artistas plásticos Unhadeijara Lisboa, Lúcia França, Tamara Sorrentino, Sandra Valdujo, Célia Gondim, Wilson Figueiredo e David Querino, entre outros.

Realizada através de uma parceria entre o Serviço Social do Comércio da Paraíba (SESC) e a Divisão de Programas e Atividades da Estação Cabo Branco, a mostra acontece há quatro anos. Nos anos 2007 e 2008, a temática foi livre e teve como parceiro a Associação de Artistas Plásticos da Paraíba (Associarte/PB) e a Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope). No ano seguinte, 2009, o evento coincidiu com o ano cultural da França no Brasil.

Neste ano, a mostra Arte Postal passou a ser itinerante. Já circulou pelo Festival de Artes Visuais da Paraíba (FAVI/PB) e esteve no município de Guarabira, Cajazeiras, Patos e Sousa. No segundo pavimento da Torre Mirante da Estação Cabo Branco estarão expostos apenas os postais dos anos 2007, 2008 e 2009.

Arte postal – É uma forma de arte que só foi estabelecida no ano 1968 por Ray Johnson e sua Escola de Arte por correspondência. O movimento consiste em trocar mensagens criativas utilizando o sistema de correios para a veiculação. Um meio livre, onde todo tipo de imagens, ícones, pinturas, desenhos, carimbos, adesivos, envelopes, colagens ou composições são permitidos. É praticada por artistas, pintores, desenhistas, ilustradores, arquitetos, poetas, escritores etc.

A arte postal é uma manifestação artística formada por um circuito alternativo da arte para comunicar ideias, pensamentos, poemas, imagens em variados suportes, com propostas criativas e livres de regras. Os dois precursores da arte postal no Brasil são o pernambucano Paulo Bruscky e o paraibano Unhandeijara Lisboa.

Esta arte tem encurtado as distâncias entre povos e países, proporcionando exposições e intercâmbios com grande facilidade. Não há julgamentos nem premiações dos trabalhos, diferentemente dos salões e bienais. Utiliza-se de diversos materiais para compor uma obra em formato de arte postal, entre eles cartolinas, papéis coloridos, revistas usadas, pequenos objetos pessoais, fotografias ou imagens gráficas, retalhos de tecidos, materiais para desenho e pintura.

A curadora assistente da Estação Cabo Branco, Tamara Sorretino, explicou que a arte postal hoje circula não só entre os artistas, como forma de troca de correspondências visuais, mas que pessoas do mundo inteiro podem ver. Segundo ela, na Arte Postal a arte retoma funções como a informação, o protesto e a denúncia. “Tudo acontece via correios, e aparentemente gira em torno dos artistas interessados em trocar seus trabalhos”, acrescentou.

SERVIÇO:

Exposição ARTE POSTAL

Abertura: Quarta-feira (18)
Hora: 19h
Local: Segundo pavimento da Torre Mirante da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano.
Aberta ao público
Até 29 de agosto.
Informações: 3214.8303/8270

Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes
Av. João Cirillo da Silva, S/N – Altiplano Cabo Branco – Cep. 58046-010
Horário de visitação: Terça à sexta-feira e feriados no meio da semana, das 9h às 21h. Finais de semana, das 10h às 21h