Mostra do Cordel na Sala de Aula inicia na Escola Tharcila Barbosa, no Grotão

Por - em 42

A mostra do Projeto Cordel na Sala de Aula tem início nesta sexta-feira (17), durante os períodos da manhã e da tarde, na Escola Municipal Professora Tharcila Barbosa da Franca, localizada no bairro do Grotão, e continuará em oito escolas da rede municipal de ensino até o dia 31 de agosto. Na ocasião, será apresentado o resultado do projeto com atividades artísticas relacionadas à literatura de cordel e outras manifestações da cultura popular.

O projeto começou a ser aplicado nas escolas da rede municipal em março deste ano, onde os alunos da 3ª a 8ª séries foram incentivados ao hábito de ler o cordel dentro das atividades transdisciplinares de cada escola. Foram apresentados uma seleção de 500 cordéis de autoria de cordelistas tradicionais como Costa Leite, e de paraibanos como Beto Brito, João Batista e Marco di Aurélio. Para realização do projeto, os professores participaram de uma formação especializada, dividida em quatro encontros, onde se indicou as melhores formas de se trabalhar o cordel em sala de aula e fazer o acompanhamento das leituras.

“Durante a primeira etapa, os professores levaram os alunos a pensarem qual a forma que cada um mais se identificou para apresentar os cordéis durante a mostra, estimulando as mais variadas maneiras de trabalhar com o produto literário”, comentou a coordenadora do projeto, Maria Laura de Albuquerque.

Formação – O projeto Cordel na Sala de Aula não conta apenas com os alunos das escolas da rede municipal de ensino. Por meio de atividades externas, conseguiu atrair cordelistas das próprias comunidades e que viviam com suas produções no anonimato.

A próxima etapa é incentivar o surgimento de novos cordelistas entre os alunos, de acordo com afinidade com o gênero literário. Os cordéis serão produzidos pela Sedec e publicados no dia 30 de novembro, no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM). “O projeto Cordel na Sala proporciona aos alunos da rede um novo olhar sobre a literatura do cordel e o reconhecimento da cultura popular”, ressaltou a coordenadora.

Na mostra do Cordel na Sala de Aula, a comunidade escolar poderá prestigiar esse tipo de literatura por meio de declamação, teatro, peleja (contestação em dupla), teatro de fantoches, jograis. Entre as apresentações, haverá ainda manifestações da cultura popular, como danças populares, homenagem à cantora paraibana Marinês e apresentação de rap, poema de rua falando sobre a história do cordel. Os professores envolvidos estarão expondo xilogravuras, artes que ilustram os cordéis, além de recitais de poemas do cordelista paraibano Zé da Luz.

Programação
Dia 17/08 – Escola Municipal Tharcila Barbosa da Franca (manhã e tarde)
Dia 18/08 – Escola Municipal Leônidas Santiago – Local da Mostra: Feira do Rangel (manhã)
Dia 20/08 – Escola Municipal José Novais (manhã)
Dia 21/08 – Escola Municipal Zulmira de Novais – Local da Mostra: Praça do 15º Batalhão de Infantaria Motorizado – 15º BIMtz (tarde)
Dia 22/08 – Escola Municipal Antonio Santos Coelho – Local da Mostra: Praça do Santuário da Penha (noite)
Dia 23/08 – Escola Municipal Aruanda – Local da Mostra: Anfiteatro da Praça da Paz (tarde)
Dia 24/08 – Escola Municipal José Peregrino de Carvalho – Local da Mostra: Praça do Índio (tarde)
Dia 25/08 – Escola Municipal Fenelon Câmara – Local da Mostra: Praça do Geisel (manhã)
Dia 31/08 – Escola Municipal Aylton Cavalcanti – Local da Mostra: Rua João de Brito, próximo à Praça da Cultura (tarde).