Mostra exibe curtas de animação de todo mundo, no domingo

Por - em 18

O maior evento simultâneo de cinema realizado no Brasil, o ‘Dia Internacional da Animação – Mostra de curtas-metragens nacionais e internacionais’ será realizado em 50 cidades brasileiras, entre elas João Pessoa, e em mais 51 países no mundo. Na Capital paraibana, os curtas serão exibidos no próximo domingo (28), no Cineclube Casarão 34, situado na Praça Dom Adauto, em frente à sede da Arquidiocese da Paraíba.

A mostra acontece simultaneamente com exibições sempre às 19h. O público estimado é de 30 mil pessoas em todo o país. O evento é organizado pela Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA).

Em João Pessoa, além da exibição dos nove curtas que compõe mostra, está programado também a pré-estréia da animação ‘Lelê’, seguido de diálogos com os realizadores Carlos Dowling e Shiko (roteiro e direção ) e Daniel Monguilhott (direção de animação e Edição). Com três minutos de duração, o curta paraibano ‘Lelê’ é uma animação gráfica, em preto e branco, videoclipe da música homônima de ChicoCorrea & ElectronicBand e composição de Jonathas Falcão.

O evento tem entrada franca em todo Brasil, com o objetivo de criar novas platéias, difundir a cultura e divulgar o cinema de animação. A idéia é tornar este dia uma grande festa de integração sócio-cultural, proporcionando aos seus espectadores o contato com essa arte cinematográfica.

A edição 2007 do Dia Internacional da Animação conta novamente com o financiamento do Fundo Nacional da Cultura da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura. A execução da Mostra aqui em João Pessoa é da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) com o apoio da ABD-PB (Associação Brasileira de Documentaristas – Seção Paraíba).

Animação – Na programação da Mostra Nacional estão os filmes ‘Juro Que Vi: Matinta Pereira’, direção de Humberto Avelar, do Rio de Janeiro, que usa a técnica de animação lápis sobre papel. A sinopse do filme diz que interior do Brasil reza a lenda que quando Matinta Pereira passa por um vilarejo e não encontra oferendas, uma tragédia pode acontecer. Uma menina e seu gato acabam, por acaso, descobrindo os mistérios da Bruxa Matinta Pereira, que se transforma em pássaro e, surpreendentemente, modifica a vida das pessoas, espantando o medo para longe.

A seqüência de filmes são ‘O Sapo e a Mosca’ (The Toad and the Fly), com direção de Thomas Larson, de Ribeirão Preto (SP); ‘Leonel Pé-de-Vento’ (Leonel The Flurry-Foot), do diretor Jair Giacomini, de Porto Alegre/RS. Outro filme de produção Gaúcha é ‘Cidade Fantasma’, de Lisandro Santos, que diz no curta que quando chega o verão, do ponto de vista de quem fica, todos parecem ter ido para a praia, e Porto Alegre lembra uma cidade do velho oeste, quente, poeirenta e deserta. É nesse cenário que um jovem suburbano encontra sua garota. Sua conversa é banal, seus desejos são sinceros. E a história segue até o inverno.

No curta paulista ‘Mobsquad’, dirigido por Fons Schiedon e Birdo Studio, que utilizam a técnica de animação 2D e 3D, a série gira em torno das aventuras urbanas dos amigos Lenny, Gus e Donny que celebram suas vidas disfuncionais.

Outro filme é ‘Disputa Entre o Diabo e o Padre pela Posse do Cênte-Fór na Festa do Santo Mendigo’, com direção dos cariocas Francisco Tadeu e Eduardo Duval, com a técnica Lápis sobre papel e computador 2D. Nesta animação, a ambição de prestígio político leva um coronel do nordeste do Brasil a promover partida de futebol do time local contra o time de São Paulo. O fervor religioso de seu principal jogador atrapalha seus planos.

O curta ‘Passo’ utiliza a técnica de animação lápis e aquarela, com direção de Alê Abreu, de São Paulo. O roteiro conta a história de um pássaro que tenta escapar de sua gaiola. A única produção nordestina da Mostra é o filme ‘Vida Maria’, do diretor Márcio Ramos, de Fortaleza (CE). Em 3D o filme com a história de Maria José, uma menina de 5 anos de idade que é levada a largar os estudos para trabalhar. Enquanto trabalha ela cresce, casa, tem filhos, envelhece.

Fechando a programação do ‘Dia Internacional da Animação’, o curta ‘Lúmen’, feito na técnica stop-motion e direção de Wilian Salvador, de Belo Horizonte (MG), apresenta um inventor em crise que tem uma idéia que parece ser a solução perfeita para seus problemas.

Para mais informações, basta acessar o seguinte endereço: http://www.abca.org.br/dia/cidades/joao_pessoa.html