Mostra exibe produção de jovens beneficiados com projeto da Emlur

Por - em 52

Porta-bandeiras, jarros, caminhões compactadores, carros-de-mão, porta-retratos, casinhas, quadros, garrafas, igreja e agentes de limpeza. Estas são algumas das peças de materiais recicláveis confeccionados por filhos de servidores da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), que estarão em exposição no Parque Solon de Lucena de terça-feira (6) até quarta-feira (7). A mostra faz parte do projeto ‘Reciclagente’, que tem o objetivo de estimular a arte e a preservação do meio ambiente.

Durante a exposição, os visitantes terão a oportunidade de escolher as melhores peças. Os dez trabalhos mais votados serão expostos no hall do Shopping Tambiá no período de 9 a 11 de novembro. Na ocasião, um júri formado por especialistas selecionará os dois melhores trabalhos. O primeiro colocado receberá uma bicicleta e o segundo, um MP3 Player.

Quem visitar a exposição, além de ver as peças feitas pelos filhos dos servidores, ainda terá a oportunidade de conferir alguns trabalhos de reaproveitamento de materiais, que foram confeccionados pelos artistas plásticos e artesãos da Emlur. Todas as peças, que têm como base metal, plástico, papel e vidro, foram desenvolvidas para mostrar à população que materiais jogados no lixo podem ser transformados em peças de arte.

O projeto, desenvolvido pela Divisão de Bem-Estar Social (Dibis) da Emlur, é voltado para jovens com idades entre 12 a 16 anos. Sessenta filhos de servidores da Autarquia de limpeza estão participando do ‘Reciclagente’. Durante a atividade os garotos passaram por palestras de educação ambiental, onde receberam informações sobre preservação do meio ambiente. Depois, os jovens aprenderam as técnicas de confeccionar peças a partir de materiais recicláveis.

Preservação – O diretor Administrativo-financeiro da Emlur, Coriolano Coutinho, explicou que o ‘Reciclagente’ se propõe a desenvolver um trabalho sócio-educativo, voltado para a preservação do meio ambiente e limpeza da cidade, com os filhos dos servidores da Emlur. “Nosso objetivo é despertar uma consciência social e ambiental nesses garotos”, destacou, acrescentando que ficou surpreso com a beleza das peças que foram elaboradas pelos jovens.

A superintendente da Autarquia, Laura Farias Gualberto, informou que o projeto ainda se propõe a formar multiplicadores. “Esses jovens certamente passarão tudo o que aprenderam para outras pessoas e terão uma visão diferenciada do trabalho que seus pais desenvolvem na Cidade”, comentou. Ela lembrou ainda que a Emlur vem investindo na educação ambiental, como forma de manter a cidade limpa e preservar o meio ambiente. “Estamos investindo no futuro, com a formação de cidadãos mais conscientes”, ressaltou.