Movimentos pela moradia comemoram São João com apoio da PMJP

Por - em 55

Com o apoio da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), o Movimento pelo Direito à Moradia (MDM) e o Movimento pela Moradia (MPM) realizaram na noite desta quarta-feira (22) o 1º São João da Moradia, uma festa junina realizada no bairro de Cruz das Armas que reuniu aproximadamente três mil pessoas.

As duas entidades são parceiras da PMJP no programa habitacional gerido pela administração municipal e o evento desta noite teve três motivos especiais de comemorações: o aniversário de 29 anos do MDM, a posse de diretores paraibanos na Confederação Nacional das Associações de Moradores e a entrega do primeiro lote de empreendimentos do programa Minha Casa, Minha Vida na Paraíba (programada para os próximos meses).

“Além de todas estas novidades, a festa serve também como confraternização das famílias que passam o ano todo nesta luta e que no período junino precisa também festejar e se divertir”, destaca Antônio Júnior, diretor do Movimento pela Moradia. “Esta noite é um bom momento para mostramos nossa sintonia com a política habitacional da Prefeitura”, completa.

Diretor do MDM, Ednaldo Ferreira Fontes destaca uma outra “parceria de sucesso” entre os movimentos sociais e a PMJP. “A Secretaria de Habitação da Prefeitura respeita os critérios propostos pelo Governo Federal e prioriza as famílias que estão vivendo em áreas ocupadas”, comemora. “Mas a luta é longa e constante. Temos muito o que conquistar ainda”, pondera.

Durante o evento, as duas associações juntas sortearam uma TV LCD de 28 polegadas, 10 balaios de São João e quatro cafeteiras. Participaram do sorteio as famílias cadastradas nas duas entidades.

Para o secretário adjunto de Habitação da Prefeitura Municipal de João Pessoa, Gildimar Santos, a PMJP e as duas entidades de luta pela moradia realizam um “diálogo contínuo, colaborativo e propositivo” que culmina em “construções coletivas” para o bem das famílias interessadas na casa própria.

Ele diz que por isto a PMJP não se furtou em dar todo o apoio logístico da festa. “Os dois movimentos são parceiros da Prefeitura e por isto apoiamos o evento”, frisou. Gildimar explica que a parceria funciona porque a PMJP entra com a parte técnica do programa e os movimentos sociais entram com o diálogo mais aproximado com as famílias.

“Já entregamos seis mil casas e até o final do ano vamos chegar às 10 mil casas entregues. Até o final da gestão este número vai aumentar ainda mais. Os movimentos sociais são fundamentais neste processo”, concluiu o secretário adjunto.