Municípios discutem meios para combater a exploração sexual de crianças

Por - em 85

Como forma de celebrar o dia nacional de enfrentamento ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, que transcorre oficialmente no dia 18 de maio, a Rede Interinstitucional de Enfrentamento à Violência e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (Redexi-PB) realiza nesta terça-feira (20), a partir das 8h30, o seminário “Exploração Sexual e Políticas Intersetoriais de Enfrentamento”. O evento acontecerá no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil-Seção Paraíba (OAB-PB) e conta com o apoio da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), Ministério Público Estadual e do Comitê Nacional de Enfrentamento à Exploração Sexual.

Tendo como tema “Esquecer é permitir, lembrar é combater”, cerca de 30 cidades paraibanas e entidades ligadas à temática vão discutir políticas intersetoriais de enfrentamento implantadas nos municípios do Estado.

A coordenadora da Redexi-PB e do Centro da Mulher 8 de Março, Valquíria Alencar, disse que o objetivo é definir ações de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes. “Esperamos que a Paraíba saia na frente nessas discussões levando em conta que a Prefeitura de João Pessoa tem um Plano de Enfrentamento à Exploração e ao abuso sexual que deve servir de exemplo para os outros municípios”.

Já a coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Salete de Freitas, lembra o 18 de maio como um dia para reflexão de que toda violência deve ser denunciada. “O Pacto de silêncio não contribui em nada para mudar essa realidade”.