Música do Mundo reúne Hermeto Pascoal, Duo Fel e Wagner Tiso

Por - em 57

O Festival Música do Mundo encerrou sua programação nessa véspera de Réveillon com mais um espetáculo de música instrumental. Os pessoenses e turistas que foram ao Busto de Tamandaré na noite dessa sexta-feira (30), puderam conferir as apresentações de Hermeto Pascoal, Duo Fel, Wagner Tiso e Banda 5 de Agosto. Para a festa da virada do ano neste sábado (31), a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) programou apresentações de 18 grupos de cultura popular, Antônio Nóbrega, Rita Lee e Orquestra Sanhauá. Os shows começam às 18h.

Durante esta semana, a praia de Tambaú, na Capital, se tornou o ponto de encontro de quem queria apreciar um festival com artistas de diferentes estilos na música instrumental, misturando profissionais da música paraibana, nacional e internacional. O evento faz parte do projeto Circuito do Sol, que é promovido pela PMJP, em parceria com o Governo do Estado.

A primeira atração da festa de encerramento foi Duofel, formada pelos músicos Luiz Bueno e Fernando Melo. “Foi um ano muito bom para a gente e é um prazer poder voltar a João Pessoa um ano depois. Poder participar dessa maravilha de festival encerrando o ano. Me surpreende a educação de vocês e o respeito à cultura”, declarou Luiz Bueno, que parabenizou o trabalho realizado pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope).

Duofel é considerado um dos principais patrimônios da música instrumental brasileira. Juntos, os dois músicos têm mais de 30 anos de carreira, vários prêmios, além de apresentações de sucesso no Brasil e nos principais festivais da Europa. “Duofel Plays The Beatles” é o título de um dos últimos álbuns da dupla, lançado no ano passado. No trabalho, os violonistas mostram um lirismo com releituras de sucessos do quarteto britânico.

Músicos destacam qualidade do festival – O encerramento do Festival Música do Mundo trouxe uma parceria que agradou o público, a atração local da Banda 5 de Agosto com o pianista, tecladista e compositor Wagner Tiso, que preparou arranjos especiais para tocar em João Pessoa. O músico, que é bastante respeitado no país e no exterior, e participa de vários festivais na Europa, disse que essa programação cultural em João Pessoa se tornou referência para a música instrumental.

“É uma alegria muito grande estar aqui nesta terra onde tenho amigos músicos e tocar com essa banda que tem uma excelente qualidade musical. Já conhecia o trabalho deles e foi uma experiência muito boa tocar frevo e maracatu. O festival é uma grande produção que se tornou referência, e tudo que queremos é que esse trabalho continue”, destacou o músico.

Para o maestro da Banda 5 de Agosto, Adelson Machado, foi muito importante ver a evolução do grupo, que já tem 47 anos de fundação. “Eu estou desde o início da banda e fico muito feliz de poder acompanhar esse crescimento e nos ver tocando com nomes muito importantes da música. A parceria que fizemos hoje foi muito gratificante. Esse festival é um trabalho bem diferenciado e é isso que nossa Capital merece”, afirmou.

O Música do Mundo teve como última atração o multi instrumentista e compositor alagoano Hermeto Pascoal. O público pode conferir um pouco da obra do músico, que desde criança mostrava o talento através do encantamento que tinha pelos sons da natureza. O artista que encerrou a festa é premiado em festivais como arranjador e apresentou-se em outros países em diversos eventos importantes.

Público aprovou programação – A sétima edição do Festival Música do Mundo foi aprovada pelo público pesssoense. O evento atraiu milhares de pessoas durante esta semana para conferir uma seleção de qualidade na música instrumental.

Quem mora nas cidades vizinhas e turistas de outros estados disseram que a programação foi mais um atrativo em pleno cartão postal da cidade. Foi o que disse, por exemplo, Luciana Régia, que é de Cabedelo. “Quando vi a programação, chamei logo minha família para vir. É algo que não tem na minha cidade e queria conhecer mais um pouco da música instrumental. E foi muito bom, meu esposo e meu filho gostaram muito também. E isso tudo nessa praia linda”, contou.

As pessoas que moram em João Pessoa, como o comerciante José Roberto da Silva, puderam conferir as atrações mais de um dia durante o festival e saíram do evento com a certeza de voltar no próximo ano. “Já está no último dia, minha esposa está um pouco cansada, mas já pedi para ficar até o fim porque esse tipo de festa não tem o ano todo, aí tem que aproveitar tudo. Não conhecia os artistas, mas deu para ver porque são tão reconhecidos”, disse.