Músicos de oito países se apresentam nos concertos da noite desta quinta-feira nas Igrejas do Carmo e São Francisco

Por Max Oliveira - em 283

Músicos de oito países diferentes, tocando obras consagradas da música erudita, de forma gratuita. É o que reserva a noite de concertos desta quinta-feira (28), na Igreja do Carmo, a partir das 18h, e na Igreja de São Francisco, às 20h. As atrações fazem parte do 7° Festival Internacional de Música Clássica de João Pessoa, realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através de sua Fundação Cultural (Funjope), cuja programação se estende até o próximo sábado (30).

Na Igreja do Carmo, Centro Histórico da Capital, o público poderá conferir o quarteto formado pelo argentino Eduardo Juan Vassalo, no violoncelo, a holandesa Mariska Godwaldt, no violino, Skaiste Diksaityte, da Lituânia, também violino, e o espanhol Pablo Gimenez, no violão. Os músicos irão interpretar canções flamencas, gênero bastante difundido na Espanha, com destaque para composições de Paco de Lucía, um dos maiores nomes da história desse segmento.

Já na Igreja de São Francisco, também no Centro Histórico, o quarteto musical será composto pelo violinista alemão Wolfgang Schroder, Julia Dinerchtein, da Bielorrússia, na viola, Stanimir Todorov, da Bulgária, no violoncelo, além de Yannick Rafalimanana, da França, no piano. “Todos os concertos estão sendo maravilhosos, difícil antecipar o que o público vai encontrar, porque a cada noite é sempre especial. Uma variedade de músicos e canções, que é bastante enriquecedor”, disse o diretor artístico do Festival, Albert Johnson.

Nesta quarta feira (27), as duas igrejas viveram mais uma noite de sala de concerto, com performances marcantes. O violonista espanhol Pablo Gimenez mostrou toda a riqueza da musica flamenca, com execuções precisas, notas e acordes que soaram belíssimas melodias, capazes de transportar o público para a sua região, a Andaluzia. A plateia aplaudiu com entusiasmo. “Já tinha o visto tocar na noite anterior, mas, hoje, ele ainda conseguiu me surpreender”, disse a funcionária pública, Ana Martins. “Foi lindo, belíssimo, uma coisa que encanta a gente”, concluiu.

Já na Igreja de São Francisco, a reunião de seis músicos internacionais resultou, claro, em mais encantamento. O sexteto foi formado por duas violinistas – a inglesa Elisabeth Perry e Mariska Godwaldt, da Holanda. Nas cordas ainda teve os violoncelistas Eduardo Vassallo, da Argentina, e Stanimir Todorov, da Bulgária. O sexteto ficou completo com a participação de Mikhail Zemtsov, no piano. O concerto também provocou reações efusivas na plateia.

“Uma experiência maravilhosa que eu vou levar para sempre”, disse Eduardo Sampaio, turista mineiro que está visitando João Pessoa. Ele ainda ressaltou a importância do Festival para quem é de fora, que espera encontrar atrações culturais. “Quando eu cheguei foi a primeira coisa que me avisaram, que estava tendo o Festival Internacional de Música Clássica durante essa semana. Com certeza vamos aproveitar até o fim”, enfatizou o turista, que estava acompanhado da esposa.

Festival – O Festival Internacional de Música Clássica de João Pessoa conta com 22 apresentações (concertos e recitais), 12 masterclasses e mais de 30 atrações. O evento, um dos mais destacados do gênero erudito no Brasil, e que em sua sétima edição homenageia a Bossa Nova, está sendo realizado até o dia 30 de novembro. Para conferir mais notícias, toda programação de concertos, locais, além do perfil dos músicos é só acessar o site oficial do evento: musicaclassica.joaopessoa.pb.gov.br.