Músicos fazem homenagem ao ‘Rei do Ritmo’, neste sábado

Por - em 42

O cantor e compositor paraibano Jackson do Pandeiro será homenageado neste sábado (29), a partir das 19 horas, com a exibição de um vídeo e apresentação de vários artistas na Praça da Paz, no bairro dos Bancários. O evento, que será realizado no anfiteatro, faz parte das comemorações do aniversário de 424 anos da Capital e dos 90 anos do ‘Rei do Ritmo’.
A homenagem começa com a exibição do vídeo ‘Jackson do Pandeiro’: Uma Identidade Nacional” produzido e dirigido pelo jornalista Gilson Renato que, através de depoimentos, faz uma narrativa da obra de Jackson e busca resgatar a história de um artista que é referência na música.

“A partir de uma entrevista com Fernando Moura foram inseridos depoimentos de vários artistas locais e nacionais, além de imagens da vida e obra de Jackson do Pandeiro, encerrando com cenas da inauguração do museu em Alagoa Grande”, contou Gilson Renato.

Após a exibição, dez artistas se revesarão nas interpretações de músicas do ‘Rei do Ritmo’, com arranjos do maestro Edu Araújo. A primeira apresentação será de Lis Albuquerque, que interpretará “Como Tem Zé”. Também se apresentam Regina Brown cantando “Chiclete Com Banana”; Leonora Falcone (“Fina de Cigarra”); Adeildo Vieira (“A Mulher Que Virou Homem”); Kennedy Costa (“Um a; Escurinho (“Falso Toureiro”); Beto Brito (“Forró em Limoeiro”); Glaúcia Lima (“Quem Não Sabe Beber”); o grupo Jackson Envenenado (“Moxoto”) e Alex Madureira encerra o show com um pouporri instrumental das músicas de Jackson.

Segundo o diretor artístico do evento, o cantor e compositor Kennedy Costa, o show também faz parte do projeto ‘Jacksons Paraibanos’ e seguirá um roteiro feito a partir da vida do ‘Rei do Ritmo’. O coordenador da Probech-JP, jornalista Fernando Moura, está escrevendo um roteiro da vida de Jackson. A partir dele as músicas vão sendo cantadas. Será a vida de Jackson relacionada com a canção”, explicou. Quem também participa da homenagem é Neusa Flores, viúva do artista.

“Quem estiver lá vai participar de um momento único”, disse o coordenador do Patrimônio Histórico e Cultural (Probech) da PMJP, Fernando Moura, que também organiza a homenagem a Jackson do Pandeiro.