Neguinho da Beija-Flor e a ‘Malandros’, no Seis e Meia

Por - em 49

O mais genuíno dos gêneros musicais brasileiros, o samba, vai dar ritmo ao Projeto Seis e Meia nesta quarta-feira (14). Abre o evento a bateria nota 10 da Escola de Samba Malandros do Morro, uma das mais famosas de João Pessoa e muitas vezes campeã do ‘Carnaval Tradição’. A atração principal será o sambista carioca Neguinho da Beija-Flor, o puxador oficial da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis (RJ), considerada uma das mais importantes do carnaval do Rio de Janeiro.

O Projeto Seis e Meia é promovido pela Prefeitura de João Pessoa em parceria com a Accorde Produções e recebe o apoio cultural do Ambassador Flat e dos restaurantes Dona Branca, Vila Cariri e Cia do Chopp. O evento acontece sempre às 18h30 na Praça de Eventos do MAG Shopping em Manaíra. Os ingressos custam R$ 16,00 (inteira) e R$ 8,00 (estudante) e podem ser comprados antecipadamente ou na hora do show do ponto de vendas montado ao lado da bilheteria dos cinemas, localizado no primeiro piso do MAG. Informações 9134-7610.

“Olha a Beija-Flor aí gente!” – Quando esse bordão é pronunciado, todos lembram de seu célebre autor, o sambista Neguinho da Beija-Flor. Com 32 anos de carreira e uma legião de fãs espalhados por todo Brasil, ele é considerado peça importante no samba e na Música Popular Brasileira. Reconhecido internacionalmente por ser há mais de 30 anos puxador oficial de Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis, ele canta e compõe com maestria e ainda consegue desenvolver uma carreira sólida independente do carnaval.

Filho de músico, Neguinho ganhou concurso aos dez anos de idade puxando um samba do cantor mangueirense Jamelão. Dono de uma voz potente e afinada, estreou como puxador de samba no bloco ‘Leão de Iguaçu’, em 1970, transferindo-se para a Beija-Flor de Nilópolis em 1975, onde está até hoje.

Neguinho tem currículo vitorioso. Ele ganhou o prêmio Sharp de 1991 na categoria ‘melhor cantor de samba’ e já arrebatou o ‘Estandarte de Ouro’ – prêmio, criado pelo jornal ‘O Globo’ em 1972 – como melhor intérprete, isso sem falar em suas outras conquistas oriundas do carnaval carioca por sua bela voz e força na avenida. Ele tem 30 discos gravados e um DVD. Recentemente, Neguinho lançou o CD e DVD intitulados “Menino de pé no chão”, gravado na Cidade do Samba. Em João Pessoa, Neguinho da Beija Flor vai fazer uma retrospectiva de sua carreira e cantar os belos sambas enredos da Escola de Samba de Nilópolis.

Bateria nota 10 – A bateria da Escola de Samba Malandros do Morro vem se notabilizando por fazer apresentações em vários espaços, sempre divulgando os clássicos do samba ‘partido alto’ e os melhores enredos das escolas de samba brasileiras.

Formada por 19 músicos, a maioria do Bairro da Torre, e comandada pelo mestre Romero Nery, a bateria da Malandros do Morro se apresenta durante todo o ano em eventos, festas e projetos culturais e também realiza ensaios abertos na sede da escola.

No Seis e Meia desta semana, a bateria que tantas vezes conquistou a nota 10 no ‘Carnaval Tradição’ vai embalar os freqüentadores do projeto com o melhor do samba brasileiro de todos os tempos.