Notebooks auxiliam professores nas atividades em sala de aula

Por - em 25

Os professores da rede municipal de ensino contam agora com um moderno aliado para deixar as aulas mais dinâmicas e produtivas. São os computadores portáteis doados pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP) aos docentes, especialistas e gestores efetivos e em atividade pedagógica, através do programa ‘Professor Plugado’, projeto desenvolvimento em parceria com o Governo Federal.

Dentro desse projeto, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Sedec) já fez a entrega dos primeiros 135 notebooks, que aconteceu no último mês de março. A previsão é que nos próximos três meses o município faça a entrega do segundo lote de computadores. A meta é que todos os professores efetivos sejam contemplados. Paralelo a esse planejamento, a PMJP está concluindo a etapa de capacitação dos professores, que estão assistindo aula no curso Proinfo Integrado I – Introdução a Educação Digital. Na primeira turma do programa, foram capacitados 219 servidores, sendo 135 concluintes do ‘Professor Plugado’.

A diretora do Departamento de Informática Educativa da Sedec, Daniele Dias, explicou que nos cursos os professores aprendem sobre o uso pedagógico de tecnologias da informação relacionadas a conteúdos educacionais nas escolas públicas. “Durante o curso, os educadores aprendem a utilizar pedagogicamente a informática, buscando suprir uma das maiores necessidades da sociedade atual. O curso está sendo ministrado nos laboratórios das escolas municipais com material didático elaborado pelo Ministério da Educação (MEC), sob coordenação do Núcleo de Tecnologia Educacional do Município”, informou a diretora.

Estímulo para educadores – Um desses laboratórios de informática funciona na Escola Municipal José de Barros Moreira, localizada no Bairro dos Ipês. Na turma de concluintes está à professora Carmem Lúcia Costa Benício, que ensina 23 alunos do 2° ano, no turno da manhã, e outros 37 estudantes do 4° ano no turno da tarde. Com 25 anos de sala de aula, ela ver no projeto ‘Professor Plugado’ um estímulo há mais para os docentes. “Os computadores portáteis nos ajudam a planejar as aulas em casa, pesquisar atividades para aplicar com os nossos alunos. É um instrumento facilitador para nós professores, uma ferramenta voltada ao conhecimento. E o melhor de tudo é que é portátil, trazendo para nós comodidade”, definiu a professora Carmem Lúcia.

O professor de Educação Física, Francisco de Assis Cordeiro de Almeida, que também leciona na escola José de Barros Moreira e é concluinte do Proinfo I, já está utilizando o equipamento de informática nas aulas. Ele explicou que as atividades são filmadas e depois as imagens repassadas para o notebook. No encontro seguinte, ele discute com a turma o desempenho de cada aluno e como este pode melhorar o seu desempenho. “Depois que começamos a utilizar o computador nas aulas, percebo que os alunos estão mais estimulados, e, consequentemente, melhorando seu desempenho físico. Agora, a aula é bem mais participativa, dinâmica, pois os estudantes estão motivados”, ressaltou o professor.

Aulas semipresenciais – Na próxima etapa do projeto, esta turma vai participar do curso Proinfo II, onde às aulas serão semipresenciais. “Como o avanço tecnológico ocorre rapidamente, a intenção do Departamento de Informática Educativa é que os professores da rede tenham sempre acesso às novas informações a respeito da utilização das Tecnologias de Informática e Comunicações (TICs) na educação. Portanto, este é um processo cíclico onde a atualização é permanente”, frisou Daniele Dias.

O projeto ‘Professor Plugado’ tem como foco a capacitação dos educadores nas tecnologias usadas para auxiliar na melhoria da qualidade do ensino e na inclusão digital. A iniciativa faz parte do ‘Escola Digital’, que é o programa de inclusão digital da Sedec, que teve início no ano de 2005 e aborda vários projetos, dentre eles o de ‘Robótica Pedagógica’. “O projeto Professor Plugado tem como meta o desenvolvimento humano e a construção da cidadania. A inclusão digital é um processo longo, pois não se vê apenas o acesso aos recursos tecnológicos, mas principalmente o que se faz com tais recursos”, definiu a Diretora do Departamento de Informática Educativa da Sedec.

O curso de capacitação do ‘Professor Plugado’ é dividido em duas etapas. A primeira, ‘Proinfo I’ é um curso básico de Introdução a Educação Digital com 40 horas/ aula. O segundo é o ‘Proinfo II’, um curso avançado, cuja carga horária é de 100 horas/ aula. Ao término de cada módulo, os participantes recebem certificação expedida pelo Ministério da Educação (MEC).

O Programa Nacional de Tecnologia Educacional (Proinfo) é um programa educacional criado pela Portaria nº 522/MEC, de 9 de abril de 1997, para promover o uso pedagógico de Tecnologias de Informática e Comunicações (TICs) na rede pública de ensino fundamental e médio. O MEC incentiva a utilização de softwares livres e produz conteúdos específicos, voltados para o uso didático-pedagógico, associados à distribuição Linux-Educacional, que acompanha os computadores do laboratório.