Nova Pedro II desafoga o trânsito para a Zona Sul

Por - em 70

Uma Avenida Pedro II totalmente ampliada e sinalizada foi entregue na tarde desta sexta-feira (30) pelo prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), à população da cidade, com o descerramento da placa de inauguração e o acionamento das luzes do corredor. A obra, orçada em aproximadamente R$ 9 milhões, se soma à ampliação já realizada entre o girador do bairro Castelo Branco até a entrada do Bairro dos Bancários, permitindo maior fluidez no trânsito em direção aos bairros da Zona Sul da cidade. A Pedro II é o segundo corredor mais importante da Capital paraibana, com uma média diária de 35 mil veículos.

Ricardo Coutinho ressaltou a importância de projetar a cidade para os próximos anos, pensando no desenvolvimento das principais artérias e na reordenação do trânsito. “Esta é uma obra importante para a cidade. Há 30 anos, a frota da Capital era composta por 25 mil veículos e 80 ônibus. Atualmente, com os mesmos corredores, a frota é de 180 mil veículos e 500 ônibus. Por isso, hoje entregamos o complemento daquele que é talvez o corredor viário mais importante da cidade, junto com a Avenida Epitácio Pessoa. Não é à toa que o Governo Municipal investiu na ampliação deste corredor de acesso ao maior núcleo habitacional da cidade com toda a infra-estrutura, sinalização, jardinagem e segurança. Esse governo não para e não pode parar porque tem que olhar para as outras necessidades da população”, enfatizou.

Investimentos – O chefe do Executivo municipal lembrou que a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) recuperou a capacidade de investimentos com recursos próprios. A obra de ampliação do corredor viário Pedro II nas duas etapas teve um orçamento de R$ 9 milhões, dos quais R$ 5,5 milhões foram de recursos próprios. Em 2004, o investimento de recursos próprios na cidade foi da ordem de R$ 21 milhões e, em 2008, os investimentos chegaram a R$ 140 milhões, com mais de 50% de participação de recursos próprios.

O superintendente da Caixa Econômica Federal (CEF) na Paraíba, Elan Ferreira de Miranda, elogiou a parceria com a Prefeitura de João Pessoa para a concretizar a ampliação da Avenida Pedro II. “Essa obra é importante porque beneficia toda a cidade. Nós da Caixa nos sentimentos orgulhosos dessa condição de entidade parceira”, disse.

Os recursos para a realização da obra vieram do Governo Federal, por meio do Ministério das Cidades e financiamentos da Caixa, mais recursos próprios da Prefeitura da Capital. A solenidade de inauguração foi prestigiada por moradores da comunidade São Rafael, gestores públicos, políticos, empresários e representantes da iniciativa privada.

Mudanças – A principal intervenção na Avenida Pedro II foi a ampliação para três faixas de circulação em cada sentido (bairros-centro e centro-bairros). Antes, com apenas duas faixas em cada sentido, era frequente o registro de engarrafamentos e lentidão do trânsito. Para dar suporte às mudanças, foi construída uma ponte de concreto alargada sobre o rio Jaguaribe, interligada a 2,5 quilômetros de calçadas que começam nas imediações da comunidade São Rafael, indo até a Rua Etelvina Macedo de Mendonça, que se une à Avenida Nossa Senhora de Fátima como principal ligação dos bairros da Zona Sul, passando pelo bairro da Torre com destino ao Centro. Na Rua Etelvina Macedo de Mendonça houve também o alargamento para três faixas no sentido bairros-centro.

A sinalização horizontal e vertical foi restabelecida em todo o corredor para orientar os motoristas. A iluminação ganhou reforço com a instalação de postes de 12 metros de altura e luminárias em 2 quilômetros da via. Aliado às obras de ampliação, a Prefeitura de João Pessoa (PMJP), construiu 1,5 quilômetros de ciclovia no trecho que vai desde a subestação de energia até as proximidades do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Benefícios – A Avenida Pedro II é um dos corredores de maior fluxo de veículos e transportes públicos. Segundo o secretário de Infra-Estrutura (Seinfra), João Azevedo, a Prefeitura empreendeu esforços para a ampliação do corredor em função da expressiva quantidade de pessoas beneficiadas com a melhora do trânsito. “A intervenção nessa área torna-se muito expressiva, porque a Pedro II é acesso para a BR-230, praias e os bairros da Zona Sul da cidade. As pessoas residentes nos bairros do Castelo Branco, Bancários, Jardim Cidade Universitária, Água Fria, Mangabeira, Valentina Figueiredo e José Américo serão diretamente beneficiadas”, acrescentou.

A primeira etapa das obras de alargamento da via foi realizada em 2007 no trecho que compreende o girador do bairro do Castelo Branco até a entrada do Bancários, com serviços de jardinagem, sinalização horizontal e vertical, construção de baia para ônibus, alargamento das vias, construção de um girador em frente ao Campus I da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e de calçadas. O projeto dá sequência ao Plano Viário do Governo Municipal para a Capital, que compreende a recuperação e implantação de pavimento, com prioridade para as vias onde trafegam os transportes públicos.

As ações de adequação dos corredores viários já mostram resultado pela cidade, a exemplo da ampliação da Avenida Governador Flávio Ribeiro Coutinho (Retão) por meio de uma parceria público-privada, e a construção das alças da Avenida Beira-Rio, interligando o corredor à BR-230.