Novas praças têm equipamentos diferenciados para ginástica

Por - em 46

Os moradores do conjunto Cidade Verde, em Mangabeira, e do bairro Padre Zé ganharão novas praças nos próximos meses. Os equipamentos terão novidades, dentro do padrão de qualidade definido pela Secretaria de Planejamento (Seplan), que priorizam a acessibilidade e as necessidades da comunidade, e, segundo o diretor de Obras da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), Rodrigo Marques, já tiveram as ordens de serviço assinadas, com investimentos de R$ 790.627,62 e R$ 969.232,22, respectivamente. As obras fazem parte do Plano de Ações Integradas (PAI), anunciado pelo prefeito Ricardo Coutinho.

Segundo a diretora de Planejamento Urbano da Seplan, Susana Acioli, o diferencial, que vai aprimorar o padrão das duas praças que serão erguidas, é que nas áreas para ginástica os equipamentos ganharão novos desenhos e que será construído, na do Padre Zé, um xadrez humano. “O piso ganhará um tabuleiro de xadrez e as pessoas serão as peças. Quanto às mudanças no desenho dos equipamentos de ginástica, procuramos torná-los mais atraentes e mais elaborados”, explicou.

Outra novidade é o simulador de caminhada, aparelho que passará a integrar a área de ginástica. “O equipamento pode ser usado por qualquer pessoa. O usuário simplesmente segura na barra e simula estar caminhando”, explicou Susana Acioli.

Padrão – Em quase cinco anos de gestão, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) inaugurou 31 praças, sendo oito novas, oito grandes reformas e outras 15 sofreram intervenções. Os equipamentos sociais construídos e reformados pela atual gestão contam com quadra poliesportiva, quadra de areia, mesas de jogos, área de ginástica, playground, pista de cooper, anfiteatro e estacionamento.

“Os locais têm que oferecer acessibilidade para as pessoas com mobilidade reduzida, como o idoso, o obeso e o cadeirante. Essas pessoas têm que ter acesso às calçadas e equipamentos. Visto isso, de acordo com a vocação da área é que distribuímos equipamentos como pista de skate, anfiteatro. Tudo de acordo com as condições do terreno”, afirmou Susana Acioli.

Transformação – Segundo a diretora de Planejamento Urbano da Seplan, as praças que existiam em João Pessoa, antes da gestão Ricardo Coutinho, estavam abandonadas e/ou sem uso. Um exemplo era a Praça Ellen Lucy (Coqueiral), em Mangabeira.

“A Coqueiral tinha um grande campo de futebol, que ocupava grande parte do terreno, e também um grande quiosque, que era fechado. Ela ainda tinha um anfiteatro, que era só a escavação, e algumas arquibancadas abandonadas. Os passeios eram deteriorados, sem acessibilidade, além da topografia do locar ser muito irregular. Era uma praça completamente abandonada que recebeu, praticamente, todos os usos, contemplando todas as faixas etárias”, disse.