Novo mercado público do Bessa terá 21 boxes individualizados

Por - em 45

As obras do novo mercado público do bairro do Bessa estão em fase de conclusão. O mercado irá oferecer uma área de 753 metros quadrados e abrigará 21 boxes, além de praça de alimentação, área para feira livre, posto de polícia, administração, duas baterias de banheiros e estacionamento com 46 vagas. A iniciativa é da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) e Desenvolvimento Urbano (Sedurb). Estão sendo investidos na obra recursos próprios na ordem de aproximadamente R$ 461 mil.

O equipamento está localizado entre as ruas presidente Washington Luiz, Bartolomeu, Renato de Souza e Tertuliano Castro, bem próximo à Praça do Caju e ao ponto final de ônibus do Bairro. Os moradores do Bessa, em breve, contarão com um local para fazer compras diárias de frutas, verduras e cereais.

Os dois blocos de boxes, somando 21 unidades, já estão prontos. Todos contam com uma bancada de mármore, tomadas e quadro de energia individual. A parte de alvenaria da praça de alimentação e lanchonetes; a estrutura da caixa d’água, assim como o posto policial e a fachada do Mercado, que dá acesso a três entradas, também estão prontas.

Investimento – A PMJP está investindo na reforma de mercados públicos em vários bairros da Capital. No mês passado foram entregues à população mais duas etapas do Mercado Central: a praça de alimentação II e o galpão I. Em breve será a vez do Mercado de Peixe, em Tambaú.

As obras de reforma no Mercado Central tiveram início em 2006, quando a atual administração atualizou todo o cadastro dos ocupantes daquele equipamento, eliminando atividades não compatíveis com mercado. Foram recuperadas a estrutura física, principalmente as instalações hidráulicas e elétricas, além das áreas de circulação interna. Todas as barracas instaladas na calçada da avenida Pedro II foram retiradas para dar lugar a um estacionamento para clientes do mercado.

A Prefeitura já recuperou dois galpões: uma para a comercialização de frutas e verduras; e outro para venda de cereais e ‘mangaio’. Na praça de Alimentação os usuários agora podem contar com quatro acessos, rampas para facilitar o trânsito de mercadorias e a movimentação de deficientes físicos. Também foram construídos duas novas alas de banheiros – feminino e masculino. Entre os boxes foram reservados pequenos espaços para jardinagem que vai contar com espécies como cedros e helicônias.

Com a conclusão da praça de Alimentação, a PMJP vai dar início ao processo licitatório da próxima etapa recuperação do Mercado Central. Estão previstos um centro de Inclusão Digital, um posto policial, uma rua de serviços (circulação interna de caminhões para carga e descarga), dois galpões, um de carnes e outro de laticínios e um pequeno bloco comercial que ficará situado na esquina da avenida D.Pedro II e rua Rodrigues de Carvalho. Esse bloco vai conter quatro lanchonetes e uma banca de revistas.