Número de reclamações na STTrans cai 24,11%

Por - em 277

Os números de reclamações a respeito do trânsito e transporte de João Pessoa caíram 24,11% no primeiro semestre deste ano, se comparado ao mesmo período do ano passado, segundo informações da Central de Reclamação e Informação (Cerin), da Superintendência de Transportes e Trânsito de João Pessoa (STTrans). Os dados do setor responsável pelo atendimento ao público do órgão revelam que de janeiro a junho do ano passado, 1.464 pessoas entraram em contato fazendo alguma reclamação e, neste ano, o número caiu para 1.111.

“É muito importante para o órgão saber o que a população mais reclama e precisa. Através destas informações repassadas pela Cerin, realizamos estudos para melhorar o trânsito e os transportes de João Pessoa. Por isso, disponibilizamos um número de telefone gratuito, para o qual as pessoas podem fazer as reclamações, solicitações ou sugerir as melhorias que achar necessárias”, afirmou a superintendente do órgão, Laura Farias.

A tendência de queda nas reclamações referentes aos serviços prestados pela STTrans vêm ocorrendo desde o ano passado. Segundo os dados do balanço dos dois anos anteriores, divulgados em janeiro deste ano, as reclamações em 2009 já foram 34,8% menores em relação a 2008. Laura salientou que as melhorias nos transportes coletivos, o Terminal de Integração e a Integração Temporal e Metropolitana, a renovação da frota, mudanças das paradas de ônibus e o aumento do número de veículos adaptados, são motivos que contribuíram para a redução das reclamações.

“Se a população está reclamando é porque é consciente de seus direitos e isso é muito importante. Os números demonstram que a população está mais satisfeita com o serviço prestado pela Superintendência. Em paralelo ao crescimento da frota de veículos estamos desenvolvendo campanhas educativas e diversas intervenções na cidade que têm contribuído para que o trânsito flua melhor e com a população sentindo isso, o número de reclamações está caindo”, afirmou Laura Farias.

As principais reclamações são referentes à queima de paradas dos ônibus do transporte coletivo, sinalização, táxi e Zona Azul, além de queixas sobre veículos estacionados em locais proibidos, e pedidos de instalação de lombadas e faixas de pedestre. De acordo com a superintendente, Laura Farias, é através da Cerin que o órgão toma conhecimento das principais reclamações dos moradores da Capital e pode promover as mudanças que beneficiem toda a população.

Atendimento por telefone – O atendimento à população na Central de Reclamação e Informação (Cerin) é realizado através do telefone 0800-281-1518. No atendimento, são feitas solicitações de implantação de lombadas, semáforos e faixas de pedestre, consultas de placas, informações sobre quadro de horário dos ônibus e recursos de multas, além de reclamações referentes ao trânsito e transporte.

Os usuários podem informar sua demanda também pessoalmente, na sede do órgão, e deixar o nome e número de telefone celular para posterior contato. Desde o segundo semestre do ano passado, a Cerin criou uma sistemática que gera um protocolo para a solicitação da população chamado de Sistema do Cerin (Siscerim). Com este dado, os funcionários do setor passaram a encaminhar, no mesmo dia da reclamação ou solicitação, uma mensagem de texto ao celular do solicitante, com o número do protocolo e andamento da demanda dentro do órgão, como forma de agilizar a resposta à população.