O Pagador de Promessas’ é atração do Projeto Estacine

Por - em 41

O filme o Pagador de Promessas de autoria do dramaturgo brasileiro Dias Gomes, será exibido neste final de semana será exibido neste final de semana, sábado (23) e domingo (24), às 18h30, na sala de audiovisual, no segundo pavimento da Torre Mirante da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, localizado no bairro do Altiplano, em João Pessoa (PB). A entrada é aberta ao público, mas é importante acrescentar que meia hora antes de cada sessão será distribuída senhas, pois a sala tem capacidade apenas para 38 pessoas.

Com direção de Tizuka Yamasaki, supervisão de Daniel Filho, conta a história de conta a história de Zé do Burro (José Mayer) e sua mulher Rosa que vivem em uma pequena propriedade a 42 quilômetros de Salvador (BA). Um dia, o burro de estimação de Zé é atingido por um raio e ele acaba indo a um terreiro de candomblé, onde faz uma promessa a Santa Bárbara para salvar o animal.

Com o restabelecimento do bicho, Zé põe-se a cumprir a promessa e doa metade de seu sítio, para depois começar uma caminhada rumo a Salvador, carregando nas costas uma imensa cruz de madeira. Mas a via crucis de Zé ainda se torna mais angustiante ao ver sua mulher se engraçar com o cafetão Bonitão e ao encontrar a resistência ferrenha do padre Olavo a negar-lhe a entrada em sua igreja, pela razão de Zé haver feito sua promessa em um terreiro de macumba.

As gravações da série foram realizadas ao longo de dois meses, em Monte Santo e Salvador (BA), onde a equipe de produção instalou-se durante o período. Para compor o personagem Zé do Burro, o ator José Mayer passou um mês em Monte Santo, morando numa casa simples, convivendo e cuidando do burro com o qual contracenava. José Mayer incorporou o personagem de tal forma que as pessoas da cidade chamavam-no de Zé do Burro.

A história de Dias Gomes já havia sido adaptada para o cinema em 1962, pelo diretor Anselmo Duarte, com grande sucesso. O filme, que tinha no elenco Leonardo Villar (Zé do Burro), Glória Menezes (Rosa) e Dionísio Azevedo (padre Olavo), é até hoje a única produção brasileira a ser premiada com a Palma de Ouro no Festival de Cannes. O pagador de promessas também recebeu uma indicação para o Oscar, na categoria de melhor filme estrangeiro. Antes de ter feito sucesso no cinema, porém, o texto de Dias Gomes causou grande impacto em 1960, no Teatro Brasileiro de Comédia, em São Paulo, quando foi levado aos palcos, com direção de Flávio Rangel.

Projeto Estacine – O projeto é uma parceria da Estação cabo Branco com a locadora de filmes Ribalta. O projeto consiste na exibição de filmes com abordagens temáticas educativas e culturais, com destaque para produção brasileira. As exibições acontecerão sempre nos finais de semana até dezembro de 2011, com programação anunciada na mídia de jornal, rádio, televisão e internet.

“O projeto Estacine é uma atividade da Estação Cabo Branco que tem como objetivo de divulgar a ciência, cultura e arte para inclusão social e que você dê acesso gratuito a população”, disse o diretor geral da Estação Cabo Branco Rubens Freire. A programação, segundo o diretor, pretende trazem filmes que estão fora do circuito comercial e estimule os públicos para compreensão de aspectos da arte que nem sempre estão disponíveis ao grande público. O produtor cultural, Rivaldo Dias, esclareceu que a partir do mês de março estão programados debates no final das sessões com atores, diretores do cinema paraibano sobre o filme exibido. O próximo filme será Maria Mãe de Deus, nos dias 30 de abril e 1º de maio.

SERVIÇO

Projeto Estacine

Filme: O Pagador de Promessas

Dia: Sábado (23) e Domingo (24)

Hora: 18h30

Local: Sala de audiovisuais, no segundo pavimento da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano.

Informações: 3214.8303/8270

Contato para a imprensa

Rivaldo Dias – Produtor Cultural Estação Cabo Branco

Fone: 8812.3999