O som ritmado de Lenine e Júnior Cordeiro agita Ponto de Cem Réis

Por - em 173

A noite desta sexta-feira (13), no ‘Estação do Som’, foi regada ao som do cantor pernambucano Lenine que cantou e encantou o público presente com canções de sucesso e também músicas inéditas. O show parecia já ensaiado entre o artista e a platéia que entoou um coro nas composições mais conhecidas como “É o que me Interessa”, “Aquilo que dá no coração” e “Paciência”. O paraibano Júnior Cordeiro abriu o evento realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Fundação Cultural (Funjope), em parceria com o Governo do Estado.

O prefeito Luciano Agra esteve presente e ressaltou a importância de incentivar a produção cultural local e nacional na cidade de João Pessoa. “Lenine é filho de paraibanos, têm muitos amigos na Paraíba e devemos celebrar com êxito o trabalho desse artista que é respeitado em todos os continentes. É o típico artista que consegue universalizar a nossa cultura, indo além da criação musical”, elogiou.

Com quase 30 anos de carreira, Lenine afirmou que tem uma relação muito especial com a capital paraibana. “Tenho família em João Pessoa e Campina Grande, tenho amigos paraibanos e, por isso, a cidade sempre está muito próxima de mim. Estou muito feliz de estar aqui e poder tocar numa estrutura bacana, de graça para o público e de celebrar a música”, contou.

Sucessos – Ele prometeu um show com canções que marcaram todos os anos de sua carreira e cumpriu. Apresentou o seu mais novo projeto ‘’Lenine.Doc-Trilhas’ que reúne grandes sucessos da carreira do artista, composições feitas para trilhas de cinema, espetáculos de dança, novelas e especiais de televisão. Sobre o evento, acrescentou que é um importante meio de incentivo a cultura. “A música é uma ferramenta de conscientização das pessoas, de educação, de informação e é tão bacana quando isso é celebrado ao vivo, para todos, num lugar histórico, é fadado ao sucesso”, pontuou.

Júnior Cordeiro – Paraibano, Júnior Cordeiro herdou o gosto pela cantoria da família e seguiu o seu caminho. É cantor, compositor e poeta. O show no Ponto de Cem Réis coroou o seu mais recente trabalho “O lago Misterioso”, composto por 16 músicas inéditas e autorais.

As influências das suas músicas vêm de artistas como Zé Ramalho, Alceu Valença, Elomar, Vital Farias, entre outros. “Meu canto temático é inspirado no imaginário coletivo, das lendas, assombrações, da tradição oral e tento universalizar esses temas e problematizá-los dentro da questão da perda da identidade cultural na pós-modernidade”, disse.

Orgulhoso de dividir o palco com um dos maiores cantores da música popular brasileira, Júnior revelou: “dividir o palco com um nordestino é um prazer redobrado. Uma responsabilidade e uma satisfação imensa”.

Público – Rita de Cássia Salgado é fã convicta do cantor Lenine e foi ao Ponto de Cem Réis especialmente para assistir o show do cantor. Para ela, o que a agrada verdadeiramente é o conteúdo das composições. “Gosto muito das letras das músicas de Lenine, são importantes meios de incentivo para os jovens de hoje. Este evento nos proporciona isso, ouvir música de qualidade, um verdadeiro incentivo a nossa cultura, além de ser uma opção de lazer para todos, inclusive aqueles que não têm uma condição financeira tão favorável”, falou.

Os turistas paulistas Humberto Mariotti e Adriana Alves se surpreenderam com o evento realizado em João Pessoa. “Estamos impressionados como aqui se fala de educação e cultura. Acho uma proposta fantástica, principalmente o fato de incentivar artistas da terra”, completaram.

Circuito do Sol Paraíba – O ‘Estação do Som’ faz parte do projeto ‘Circuito do Sol Paraíba’, que acontece durante todo o mês de janeiro com uma vasta programação cultural, que envolve ainda esporte e lazer, e conta com a presença de artistas locais e nacionais. Na próxima sexta-feira (20) apresentam-se no Ponto de Cem Réis o cantor Marcelo Camelo e o paraibano Wister Galvão. Já no sábado (21) é a vez do cantor Lulu Santos embalar os corações apaixonados e da cantora Gláucia Lima.