O valor do tempo é abordado em palestra na Estação Cabo Branco

Por - em 22

A falta de tempo cotidiana das pessoas no mundo contemporâneo será o tema abordado pela jornalista e assessora Antônia Souza na palestra que vai ministrar nesta segunda-feira (29) para servidores da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes. A palestra “Valor do Tempo” terá início às 10h, na sala de convenção 1.

O encontro faz parte da série de palestras que vem acontecendo desde o início deste ano, dentro do Programa de Capacitação Interna da Estação Cabo Branco, cuja finalidade é ampliar as possibilidades de atuação da equipe oferecendo novas habilidades, atualizando e favorecendo as que já existem e valorizando os profissionais.

Antônia Souza disse que aproveitar o tempo é um dos exercícios diários que se pratica na Logosofia, ciência do conhecimento da qual ela é estudante, cujos princípios serão a base da palestra. “Aprendemos a encontrar o tempo necessário para dedicar à nossa própria evolução, a obra da vida, e poder, assim, ajudar na evolução dos semelhantes”, comentou.

A palestra contará com a presença de Gerardo Costa, estudante de Logosofia há 22 anos, que falará sobre suas experiências em relação ao aproveitamento do tempo. Na opinião de Antônia Souza, aprender a valorizar o tempo é algo primordial na vida das pessoas.

“O propósito desta palestra é refletirmos juntos sobre o que estamos fazendo com o nosso tempo. Perdemos tempo quando não fazemos nada, quando a mente divaga ou não pensamos. E esse tempo perdido é vida estéril, que não se recupera mais. Aprendi que a vida ganha intensidade quando é simplificada, porque os movimentos da inteligência se tornam mais rápidos. É possível aprender a não divagar tanto, a não dar lugar à preguiça mental, que impede de pensar, e a não gastar tanto tempo com o que não é importante”, acrescentou Antônia.

A palestrante – Antonia Iranilde de Sousa nasceu no Estado do Ceará, mas é radicada em João Pessoa (PB) há mais de 20 anos. É graduada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), e servidora municipal, lotada na Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), onde coordena a Divisão de Arte e Cultura. A jornalista divide sua carga horária prestando serviços na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, onde integra a Assessoria de Comunicação.