Obras do PAC executadas pela PMJP trazem qualidade de vida

Por - em 20

Toda a população de João Pessoa está sendo beneficiada através das obras realizadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), feitas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Com o término das obras do PAC 1 e do PAC 2, os benefícios para a população só aumentam. Apenas na área de habitação, serão aproximadamente três mil famílias favorecidas. São obras nos setores de habitação, urbanização, saúde, transporte e trânsito, estrutura para projeto de reciclagem e estudos e projetos para revitalização de rios da capital.

São quase R$ 200 milhões em recursos que estão melhorando a vida do pessoense. Esses recursos poderão ser ainda maiores, pois João Pessoa poderá ser beneficiada com o PAC da Mobilidade, cujo recursos são na ordem de R$ 280 milhões. A Capital é uma das 24 cidades do país que podem receber este recurso após apresentar projeto de trânsito até o final do mês de abril.

De acordo com o coordenador executivo do PAC, Glauco Rogério Cavalcanti de Oliveira, toda a população da cidade está sendo beneficiada com as obras do programa. “Obras como dragagem de rios, pavimentação de ruas, equipamentos de saúde, beneficiam toda a cidade, não só uma parcela dela, por isso, podemos dizer que, as obras do PAC em João Pessoa, foram pensadas para beneficiar todos os moradores da cidade”, afirmou.

Glauco disse ainda que as obras do PAC 1 estão em andamento e podem ser vistas em diversos pontos da cidade, mas que as obras do PAC 2 ainda estão em fase contratual com a Caixa Econômica Federal. “Todas são obras de fundamental importância para a cidade”, comentou.

Urbanizações – O PAC 1 liberou recursos na ordem de R$ 118 milhões para João Pessoa. As obras contempladas foram para a urbanização do Vale do Rio Jaguaribe, do Vale do Rio Sanhauá, urbanização das comunidades Taipa, Nova Vida e Timbó, da Comunidade Maria de Nazaré e a construção de galpões para triagem e reciclagem de lixo.

Dos R$118 milhões do PAC 1, o Governo Federal destinou R$ 69.131.726,00 para a urbanização do Vale do Jaguaribe. Neste projeto, a PMJP entra com uma contrapartida de R$ 4.412.663,00 milhões, para que o projeto abranja ações de revitalização do rio, educação ambiental, relocação de famílias e regulamentação fundiária.

Apenas na área do Vale do Rio Jaguaribe, serão 1.272 famílias beneficiadas com a casa própria. Além disso, ao longo da área onde está sendo feita a intervenção, serão construídos equipamentos públicos, como Creis, escolas e USF’S. O prazo previsto para a conclusão destas obras é de 180 meses.

Revitalização do Rio Sanhauá – O projeto prevê intervenção estrutural em moradias, inclusive com algumas relocações. Serão Beneficiados moradores do porto do Capim, Alto do Matheus e Comunidade do S. A principio serão 870 famílias beneficiadas nesta área. Neste caso, em vez de repasse de verbas, o projeto foi beneficiado com um financiamento via Caixa Econômica Federal (CEF), no valor de mais de R$ 24 milhões que somados à contrapartida da Prefeitura, totalizam um investimento de R$ 25 milhões.

Urbanização das comunidades – Este projeto prevê a construção de 260 unidades habitacionais nas comunidades Taipa, Nova Vida e Timbó, além de completa infraestrutura e regularização fundiária e equipamentos comunitários necessários para a melhoria das condições de vida da população. Serão Investidos pelo Governo Federal mais de R$ 7 milhões com contrapartida de quase R$ 400 mil pela PMJP.

Na comunidade Maria de Nazaré, cento e vinte unidades habitacionais serão construídas através de parceria entre o Governo Federal e a PMJP. Além disso, o local terá completa infraestrutura e regularização fundiária.

O PAC 1 prevê ainda a utilização de R$ 1 milhão entre recursos Federais e próprios da Prefeitura Municipal de João Pessoa, para a construção de dois galpões para triagem e reciclagem de lixo e resíduos sólidos.

Benefícios do PAC 2 – Recursos na ordem de R$ 77 milhões foram liberados para o município de João Pessoa através do PAC 2. Esses recursos serão utilizados para a Urbanização do Vale do Rio Jaguaribe (Baixo Jaguaribe e Baixo São José), para a urbanização da comunidade Saturnino de Brito, estudos e projetos no Rio Sanhauá e a construção de 12 Unidades de Saúde da Família (USF) e duas Unidades de Pronto Atendimento (UPA).

Baixo Rio Jaguaribe – As ações que compõe esse projeto visam dotar o Bairro de São José de toda infraestrutura urbana, totalizam investimentos estimados em mais de R$ 42 milhões. Esse valor será para que o bairro seja preparado para receber investimentos de outro programa do Governo Federal: O ‘Minha Casa, Minha Vida’ que vai construir aproximadamente 3.000 casas.

Previsão para Comunidade Saturnino – Serão 400 unidades habitacionais construídas, para que famílias que moram em área de risco da Comunidade Saturnino de Brito possam ser relocadas. Está previsto que além das casas seja feita toda a infraestrutura urbana da área, bem como regularização fundiária e trabalho social equivalente. Nesse projeto, através de financiamento do Governo Federal e contrapartida da Prefeitura, serão investidos aproximadamente R$ 24 milhões.

PSF e UPAS – Na área de Saúde os investimentos do PAC estão na ordem de R$ 8,4 milhões, entre os recursos federais e a contrapartida do município. Este valor será investido na construção de 12 Unidades de Saúde da Família e duas Unidades de Pronto Atendimento.

PAC da Mobilidade – Para melhorar o trânsito da Capital, que a cada ano ganha 10% a mais de veículos (em 2011 já são 230 mil de João Pessoa e 400 mil se contados os veículos de outras cidades que todos os dias circulam na Capital), a PMJP está investindo em diversos aspectos. Um deles é o PAC da Mobilidade Urbana. João Pessoa é uma das 24 cidades do país que estão concorrendo a esse programa. O projeto que fará João Pessoa concorrer ao recurso de R$ 280 milhões será entregue ao Governo Federal ainda no mês de abril.

O objetivo do PAC da Mobilidade é melhorar a locomoção e infraestrutura do transporte público coletivo, sendo que serão priorizados projetos que atendam à população de baixa renda. Além dos R$ 280 milhões que João Pessoa poderá receber, o Estado da Paraíba poderá receber R$ 480 milhões para a intervenção na região Metropolitana

“Quando todas as obras do PAC foram concluídas a cidade vai ser uma maravilha para morar. Vai ser muita gente beneficiada. Acho muito importante tirar essas famílias carentes de área de risco porque melhorando a vida de uns, melhora a vida de todos na cidade”, comentou o auxiliar de serviços gerais Raimundo Nonato da Silva.