Operação desobstrui ponte sobre rio Jaguaribe, na Epitácio Pessoa

Por - em 43

A ponte sobre o rio Jaguaribe localizada na Avenida Epitácio Pessoa (imediações do supermercado ‘Pão de Açúcar’) está sendo desobstruída, nesta terça-feira (17), por equipes da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) e da Secretaria de Infra-Estrutura (Seinfra). O objetivo é evitar que com a regularidade das chuvas o rio venha a transbordar causando alagamento naquele trecho.

O trabalho envolve 16 agentes de limpeza, vinculados à Equipe Aquática da Emlur, além de uma máquina retroescavadeira da Seinfra, que está colaborando com a remoção dos resíduos. Durante a ação, é feita a retirada do lixo e da vegetação que está dificultando a passagem da água pela estrutura.

O diretor de Operações da Emlur, Orlando Soares, lembrou que há cerca de um mês e meio o local passou por uma ação de limpeza, onde foi feita a retirada do lixo e vegetação, para que a água escoasse normalmente. Ele destacou ainda, que apesar das ações educativas, realizadas em conjunto com a limpeza das localidades, a população continua jogando lixo em encostas e dentro dos corpos de água.

“Com a intensificação das chuvas, esse lixo jogado em local inadequado é arrastado e acaba obstruindo bueiros e galerias, impedindo assim que a água escoe normalmente”, explicou o diretor. Ele pediu ainda que a população colabore acondicionando seus resíduos de forma correta e só o colocando na rua no dia em que o caminhão compactador (carro do lixo) passar.

Coleta é regular – Ele voltou a lembrar que os bairros de João Pessoa são atendidos pela coleta regular. “Já as comunidades localizadas em áreas de difícil acesso contam com a coleta alternativa, feita com carro de mão ou carroças. Por isso, não há justificativa para que os moradores joguem lixo em local inadequado”, destacou, acrescentando que o lixo jogado em encostas, terrenos baldios ou dentro dos corpos de água poderão provocar alagamentos, deslizamentos e ainda atrair vetores causadores de doenças

De acordo com o diretor, apesar do trabalho preventivo realizado em rios e canais que cortam João Pessoa, foi inevitável o alagamento de alguns pontos da cidade com as chuvas que caíram nos últimos dias. “Choveu em 30 horas 45% do que estava previsto para todo o mês de junho. É muita água para um período tão curto de tempo”, comentou.