Orçamento Democrático elege mais 43 delegados na capital

Por - em 51

Mais 43 delegados do Orçamento Democrático (OD) foram eleitos nas Assembleias Regionais realizadas na segunda (11) e terça-feira (12). Os moradores das 7ª e 8ª regiões, respectivamente, elegerem as pessoas que irão representá-los nos próximos dois anos, com a missão de reivindicar e fiscalizar o orçamento público do município.

Na segunda-feira (11), representantes da 7ª região elegeram 23 delegados. A assembleia foi realizada no ginásio da Escola Municipal Américo Falcão, no Cristo Redentor. A 7ª região é composta pelos bairros do Rangel, Cristo, Varjão, Jaguaribe, Boa Esperança, Jardim Bom Samaritano, Novo Horizonte, Pedra Branca, Paulo Afonso, Riacho Doce/Ceasa, São Geraldo, Vale Verde, Redenção, Paturu, Jardim Itabaiana, Bela Vista e Matinha.

Já na terça-feira (12), foi a vez da 8ª região eleger os seus representantes. Vinte delegados foram escolhidos na assembleia que aconteceu na Escola Municipal Castro Alves, no bairro dos Funcionários I. Fazem parte da 8ª região os bairros e comunidades de Oitizeiro, Jardim Planalto, Cruz das Armas, Jardim 40, Baleado, Lagoa Antônio Lins, Alvoradas I e II e comunidade Ribeirinha. Os moradores elegeram na primeira etapa como prioridade para a região, as áreas de infraestrutura, saúde e trabalho e renda.

Atuação – A coordenadora do Orçamento Democrático, Ana Paula Almeida, explicou que os representantes populares recém-eleitos nas assembleias irão atuar na busca de melhorias para a cidade de João Pessoa, contribuindo para a promoção da política de transparência e da democracia participativa.

“Os delegados fazem um trabalho de motivação nas regiões que representam, formam comissões de fiscalização das ações realizadas pelo Governo Municipal e acompanham a aprovação das leis orçamentárias na Câmara de Vereadores, um trabalho voluntário”, ressaltou Ana Paula.

A coordenadora lembrou ainda que para ser delegado do OD é necessário ser maior de 16 anos, morar na região na qual se dispõe representar, não ter mandato no Legislativo e nem no Executivo e não ser funcionário da Prefeitura de João Pessoa (PMJP).