Órgãos da PMJP unem forças para enfrentar período chuvoso

Por - em 43

A Defesa Civil de João Pessoa iniciou nesta terça-feira (17) o reforço das ações preventivas de enfrentamento ao período chuvoso nas áreas de risco localizadas no Bairro Alto do Mateus, visitando a Comunidade São Judas Tadeu. A partir da visita começa o trabalho de identificação e retirada das famílias com moradias em locais de risco e as ações como poda de árvores, limpeza e retirada de lixo, entre outras. A próxima localidade que será visitada é a Beira da Linha, nesta quinta-feira (19).

Na São Judas Tadeu um dos locais inspecionados foi a Rua Francisco José das Neves, onde os representantes das secretarias e órgão da administração municipal que participam da ação detectaram, entre outros problemas, casas no sopé (parte de baixo) e crista (parte de cima) de encosta e água da chuva causando erosão da barreira. “Vamos orientar os moradores sobre o problema e recomendar a elaboração de um projeto de encosta para o local”, disse Cirilo Sobrinho, representante da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra).

Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Rodrigo Marques, no local, o principal problema é que as casa não oferecem segurança aos moradores e sete já foram interditadas em visitas anteriores, número que pode subir para dez. “Aqui as casas estão localizadas à beira da encosta e não oferecem segurança. Então, junto com a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), vamos identificar para seja iniciado o processo de relocação para um local seguro”, disse Rodrigo Marques.

Mesmo informadas do perigo de deslizamentos e recebendo todas as garantias de transferência para um local seguro, muitas famílias resistem em deixar as casas. Um exemplo é o da dona de casa Luzinete Maria de Souza, que mora em uma residência localizada na crista da barreira. “Eu disse por várias vezes que não saio daqui”, afirmou Luzinete Maria.

Para Andréa Anselmo, representante da Sedes na ação, após a identificação das famílias que precisam ser retiradas das áreas de risco, uma assistente social vai visitar a comunidade, conversar com os moradores das casas em perigo e fazer a inserção no Auxílio Aluguel. “Após a identificação, vamos fazer também um trabalho de conscientização”, explicou.

Participam do reforço das ações preventivas de enfrentamento ao período chuvoso nas áreas de risco, além da Defesa Civil de João Pessoa, a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), Secretaria de Meio Ambiente (Semam) e Secretaria Municipal de Saúde (SMS), entre outras.