Ortotrauma é habilitado para serviços de alta complexidade

Por - em 256

O Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio Burity (Ortotrauma), em Mangabeira, foi habilitado pelo Ministério da Saúde (MS) como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Traumatologia e Ortopedia. A habilitação, publicada na portaria nº 477, de 20 de setembro de 2010, garante ao Ortotrauma realizar procedimentos de alta complexidade em Traumatologia e Ortopedia, aumentando a demanda desse serviço para a população.

Segundo o diretor do Ortotrauma, Edson Neves, a habilitação foi bastante comemorada, já que as instalações físicas e o quadro de profissionais já tinham sido aprovados pelas consecutivas vistorias realizadas pelo Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde do Estado.

“Temos profissionais capacitados, instalações de qualidade, equipamentos modernos e garantia de insumos. Com a habilitação, agora podemos contar com os recursos provenientes do Sistema Único de Saúde”, afirmou o diretor, lembrando que, até então, todo o custeio do Ortotrauma era de exclusividade da própria prefeitura de João Pessoa. “Agora esses recursos poderão ser usados em outros projetos da Secretaria de Saúde do Município”, disse.

Em toda a Paraíba, só o Hospital de Trauma Humberto Lucena, em João Pessoa, e o Hospital Antônio Targino, em Campina Grande, são habilitados pelo Ministério da Saúde em Alta Complexidade. “Mesmo esses hospitais que já possuem a habilitação não realizam todos os procedimentos necessários”, afirmou Edson Neves.

A secretária de Saúde do Município, Roseana Meira, destacou que a habilitação do Ortotrauma pelo Ministério da Saúde foi uma vitória que já vem sendo buscada desde 2008. “A comissão do Ministério da Saúde atestou nossa competência em realizar procedimentos de alta complexidade. Com essa habilitação, poderemos enfim dar continuidade à dezenas de cirurgias. O credenciamento vai possibilitar estender nossos serviços para a população”, finalizou.

Atendimentos – O Complexo Hospitalar de Mangabeira atende pacientes da Grande João Pessoa e também de outras cidades do Estado, a exemplo de Cajazeiras e Uiraúna. De janeiro a maio deste ano, o Complexo realizou 1.233 internações cirúrgicas e 975 internações clínicas. Nesse mesmo período, a unidade de saúde fez, por mês, 471 ultrassonografias, 4.100 raios-X, 250 tomografias e 9.913 exames de análises clínicas.

Atualmente, o Complexo de Mangabeira conta com o Ortotrauma, o Hospital Professor Humberto Nóbrega, o Pronto Atendimento de Saúde Mental (PASM) e ainda um anexo, que abriga a parte administrativa e está passando por reformas para comportar o Centro de Tratamento da Dor, que vai oferecer reabilitação e fisioterapia (com hidroterapia). O ambulatório da Dor vai atender pacientes encaminhados pelos Programas de Saúde da Família (PSFs). Com a entrega dessa nova ala do Complexo, serão disponibilizados mais 30 leitos e um Centro Cirúrgico com duas salas.