Os Três do Norte e Werlainy Lopes são atrações do ‘Chama Forrozeira’

Por - em 22

O forró tradicional de Os Três do Norte e da cantora e compositora Werlainy Lopes vai animar o Ponto de Cem Réis nesta sexta-feira (4), a partir das 18h. O projeto ‘Chama Forrozeira’, que homenageia o centenário de Luiz Gonzaga, O Rei do Baião, é uma realização da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), em parceria com o Fórum de Forró PB e Associação Balaio Nordeste.

Os Três do Norte surgiu em 1986, quando Josil da Silva (vocal e zabumba), mais conhecido no meio artístico por Tizil da Paraíba, e Lorenzo Farias (sanfona) se conheceram em uma quadrilha junina no bairro pessoense de Mandacaru. A partir desse encontro, eles se uniram a José Milton (triângulo e vocais) e formaram o trio. Os músicos já participaram de três edições do Festival de Danças Folclóricas de Blumenau e uma vez do 1º Festival de Danças Folclóricas e Musical Catuaân de Goitaquazes, em Minas Gerais.

A outra atração da noite é a cantora e compositora Werlainy Lopes. A artista campinense possui 17 anos de carreira e dois CDs lançados. O primeiro deles, intitulado “Suspirando de Paixão” (2003), tem faixas de compositores paraibanos e a participação de Pinto do Acordeon e Forró Caçuá. O segundo álbum – “O Meu Forró” – foi gravado em 2011 e incluiu músicas de Luiz Gonzaga. Aliás, esse trabalho, regado a ritmos como o baião, xote e forró está no repertório da noite desta sexta-feira, no ‘Chama Forrozeira’.

Werlainy Lopes já fez parte de diversos movimentos culturais, entre os quais Musiclube. Na época, se uniu a outros artistas locais como Adeildo Vieira e Luiz Carlos Otávio. Nesta sexta-feira, sobem ao palco com ela a banda formada por outros sete músicos – Osmídio (sanfona) Bebé (pandeiro), Babi (baixo), Flávio (guitarra), Ronaldo (bateria), Pedrinho (triângulo) e Léo (zabumba).