Pacientes cardíacos removidos em helicóptero para Campina

Por - em 67

A Prefeitura de João Pessoa viabilizou nesta quarta-feira (22) a remoção de dois pacientes cardiopatas para o Hospital João XXIII, em Campina Grande, e que precisam de procedimentos cirúrgicos de urgência. “Estamos fazendo de tudo para garantir o atendimento dos pacientes. Enquanto houver greve vamos providenciar a transferência para outros municípios ou estados”, enfatizou o prefeito Ricardo Coutinho (PSB), que acompanhou de perto a remoção dos pacientes.

Ramiro Vicente da Silva, de 40 anos, e Fernando Bezerra de Melo, 60, foram transportados em helicóptero devidamente equipado, contando com médico, enfermeiro, operador de vôo e piloto. Essas pessoas não puderam realizar na Capital as intervenções médicas que necessitavam por conta da paralisação dos cirurgiões cardíacos. Ramiro Vicente da Silva precisava de uma troca de válvula e Fernando Bezerra de Melo tinha que ser submetido a uma cirurgia de revascularização.

O primeiro a ser removido foi Ramiro Vicente, que estava na UTI do Hospital Pronto Socorro Cardiológico (Prontocor) e chegou respirando com ajuda de aparelho. A aeronave partiu por volta das 10h30. Fernando Bezerra aguardou o momento da transferência no Prontocor, onde estava interno. Ele foi transferido por volta das 13h40.

O helicóptero partiu da Sede do Samu, localizada no bairro de Água Fria, e tinha pouso previsto para o aeroporto João Suassuna, em Campina Grande, onde uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel estaria de plantão para fazer o transporte até o Hospital João VXII, localizado no bairro da Prata.

A coordenadora do Samu de João Pessoa, Roberta Abath, explicou que qualquer paciente que necessitar de cirurgias urgentes será transferido para Campina Grande ou para os estados de Pernambuco e Rio Grande do Norte, enquanto os cirurgiões cardíacos não voltarem às suas atividades normais.

Na Capital
– No começo da tarde desta quarta, uma outra paciente de 17 anos, que se encontrava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa, foi removida para o hospital Santa Paula, para fazer uma cirurgia cardíaca de urgência.