Parceria garante doação de ônibus para o Cinturão Verde

Por - em 88

Mais de 200 famílias de agricultores inseridas no Projeto Cinturão Verde, que é o ‘braço rural’ do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios (Empreender-JP), foram contempladas com um ônibus na tarde desta terça-feira (5). O veículo receberá adaptações e será utilizado, a partir de meados de dezembro, em feiras itinerantes que percorrerão diversas comunidades da Capital. A doação é fruto de uma parceria entre a Prefeitura de João Pessoa (PMJP) e a Associação das Empresas de Transportes Coletivos (AETC-JP). A entrega do veículo foi realizada na sede da Viação Transnacional, em Água Fria.

O secretário de Desenvolvimento Sustentável e da Produção (Sedesp), Raimundo Nunes, lembrou que a feira itinerante levará ao consumidor um produto mais barato e agro ecológico. “O ônibus vai ser preparado e equipado para transportar a produção dos agricultores para as feiras itinerantes, que vamos levar aos bairros. O Cinturão Verde é o braço rural do Empreender-JP e as feiras deverão começar a acontecer até o final do ano”, anunciou.

O coordenador do Projeto Cinturão Verde, Roberto Vital, lembrou que a PMJP está trabalhando com a perspectiva de técnicas agroecológicas, correspondente à agricultura orgânica. Vários trabalhadores estão sendo capacitados. “É uma estratégia também para que os produtos sigam diretamente para o consumidor. Já instalamos no Mercado do Valentina a primeira feira agroecológica fixa. Agora, deveremos colocar em prática a Feira Itinerante até meados de dezembro”, afirmou.

O ônibus doado pela AETC receberá algumas adaptações como, por exemplo, um banheiro de apoio, armários, balcões no estilo de quitandas e suporte para instalação de tenda externa móvel. A matéria-prima para as modificações será à base de madeira naval, revestida com fibra sintética, permitindo assim a higienização plena.

Os agricultores também serão treinados para desenvolver, durante as feiras itinerantes, um trabalho educativo com a população, referente aos aspectos nutricionais e ecológicos. Na ocasião, estava presente ainda um dos diretores da AETC-JP, Alberto Pereira.