Pescadores do Mercado do Peixe de Tambaú ganham nova Caiçara

Por - em 38

Os pescadores da praia de Tambaú ganharam uma nova caiçara. Todo em alvenaria e tijolo aparente, o local servirá de apoio e nada lembra o antigo espaço feito de palha de coqueiro. A caiçara faz parte das obras do novo Mercado de Peixe de Tambaú, situado na Avenida Tamandaré, cujo valor total é estimado em mais de R$ 606 mil reais. A obra está prevista para ser entregue à população nos próximos meses.

A caiçara é um espaço destinado aos pescadores para guardar os utensílios utilizados na pescaria, como redes e ferramentas, além de servir para alimentação e descanso durante os intervalos do trabalho. A antiga caiçara foi demolida e a madeira será aproveitada pelos pescadores para facilitar o atracamento das embarcações.

Já as obras do mercado estão em ritmo acelerado. Os serviços de alvenaria dos boxes, salas de apoio, banheiros, área de circulação e rampas foram concluídos. Os próximos passos serão a colocação do piso, a instalação elétrica e a cobertura. O mercado está sendo construído próximo à área onde funcionava o antigo Mercado do Peixe.

O local irá comportar 11 boxes com estrutura para atendimento, preparo, armazenamento, apoio e 13 banheiros, incluindo unidades adaptadas para deficientes físicos, sendo um em cada box e dois de apoio. O projeto inclui também uma fábrica de gelo, escritório, administração, depósito de material de limpeza, área de carga e descarga, além da nova caiçara. O novo Mercado de Peixe terá uma área de circulação com quatro metros de largura e 12 bancos. Os clientes contarão com uma ampla área de circulação com seis acessos, além de estacionamento e uma praça para contemplação do mar.

Na opinião do pescador Francisco de Assis da Silva, que trabalha na área há 15 anos, o mercado está muito bom. “É coisa de primeiro mundo, principalmente a caiçara”. Seu colega de profissão, Agostinho dos Santos elogiou a iniciativa da Prefeitura no que se refere à distribuição dos boxes e área de circulação.

Para o secretário de Infraestrutura, João Azevedo, a reforma, ampliação e construção de mercados públicos têm resultado em melhores condições de trabalho e atendimento, o que representa melhorias para os comerciantes e a população.

Outras obras – A previsão é que nos próximos meses o Governo Municipal entregue outras obras de construção de mercados públicos. Estão incluídas mais duas etapas do Mercado Central – a Praça de Alimentação II e o Galpão I – e o Mercado Público do Bessa. Até o fim deste ano, também está programado o início de mais três grandes e importantes intervenções nos Mercados de Cruz das Armas, da Torre e do Santo Antônio, localizado no bairro de Jaguaribe.