Pescadores montam cooperativa na Capital com apoio do Empreender

Por - em 33

Vinte e sete pescadores da Comunidade do Porto do Capim, localizada no bairro do Varadouro, fundaram nesta quarta-feira (13) uma cooperativa de produção que deve elevar a renda das famílias locais em até 57%. De acordo com o presidente recém-eleito da entidade, Leonardo do Nascimento, os pescadores do Porto do Capim ganham, em média, R$ 700 por mês. Com a cooperativa, que criará condições para o beneficiamento do pescado, esse valor deve subir para até R$ 1.100.

A nova entidade conta com o apoio do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios de João Pessoa (Empreender-JP), que dará aos pescadores capacitação na área de empreendedorismo, acompanhamento técnico e empréstimos a juros de 0,9% ao mês. Todos os 27 cooperados já foram inscritos e devem começar os cursos e palestras nas próximas semanas.

Unidos, eles terão, por exemplo, mais poder de negociação na hora da compra de materiais, poderão fornecer em grande quantidade a supermercados e outras redes e terão acesso a recursos para comprar os equipamentos necessários para o beneficiamento do pescado. “Coisa que sozinho não dá para fazer”, lembra o presidente da entidade.

De acordo com o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sesccop), que também apoia os pescadores do Porto do Capim, existem hoje, em João Pessoa, aproximadamente 400 cooperativas em diversas áreas, como produção, crédito e serviço.
Segundo Leonardo do Nascimento, a entidade de pescadores conta também com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sesccop), do Ministério da Agricultura, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e do Sebrae, entidades que estão disponibilizando capacitação técnica para os profissionais.