Pesquisa do Procon-JP constata diferença de R$ 210,00 no preço do milheiro de telha

Por Evanice Gomes - em 173

Pesquisa de preços para material de construção, realizada no dia 14 de novembro de 2017 pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP), constatou que o milheiro da telha  canal nº 1 da marca Açu tem diferença nos preços de R$ 210,00, com valores entre R$ 390,00 (Depósito São José – Ilha do Bispo) e R$ 600,00 (Depósito Shalom – Torre).

No entanto, a maior variação, 210%, ficou com o rebocal (20kg), com preços entre R$ 5,00 (Mafecol – Beira-Rio) e R$ 15,50 (Depósito Shalom – Torre), diferença de R$ 10,50. Já a menor variação foi encontrada na pia de resina 1,20m, 0,20%. A pesquisa de preço para material de construção tem o objetivo de orientar o consumidor que pretende construir ou reformar o imóvel neste final de ano.

Realizada em 14 estabelecimentos comerciais de vários bairros da Capital, a pesquisa levantou preços de 122 itens. O secretário do Procon-JP, Helton Renê, enfatiza que a pesquisa para material de construção é importante porque as pessoas sentem o desejo de realizar reformas e renovar a pintura das casas nessa época do ano. “Para ajudar o consumidor a encontrar esses produtos mais baratos nestes meses em que os gastos aumentam, é que realizamos esta pesquisa de preços”.

Mais diferenças – A pesquisa encontrou outras grandes diferenças nos preços: milheiro do tijolo 8 furos Cerâmica, com preços entre R$ 390,00 (Comag – Geisel e Tigre Construção – Cristo) e R$ 550,00 (Empório da Construção – Mandacaru), diferença de R$ 160,00; milheiro da telha canal nº 2 Picui, com preços entre R$ 300,00 (Marques – Funcionários I e São José – Ilha do Bispo) e R$ 400,00 (Mafecol – José Américo), diferença de R$ 100,00; caixa d’água fibra 500l Água Forte, com preços entre R$ 150,90 (Carajás – Água Fria) e R$ 245, 00 (Empório da Construção – Mandacaru), diferença de R$ 85,10.

Os preços foram pesquisados nos seguintes estabelecimentos: Depósito dos Construtores (Rangel), Depósito São José (Ilha do Bispo), Carajás (Água Fria), Depósito Shalon (Torre), Empório da Construção (Mandacaru), Lojão do Ferro Ltda (Ipês), Depósito Marques (Funcionários I), Tigre Construções (Cristo), Depósito São José (Manaíra), Fábio Ferragens (Bessa), Comag (Geisel), Mafecol (José Américo), Lojão da Econômica Material de Construção (Mangabeira) e Santos Ferragens.

Para acessar a pesquisa completa acesse o portal da prefeitura de João Pessoa no seguinte link: http://midi.as/Pesquisaa e www.proconjp.pb.gov.br,