Plano de contingência e ações da PMJP evitam danos mais graves em dia de forte chuva na Capital

Por - em 83

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) está prestando assistência às famílias afetadas pelas chuvas intensas na Capital. O coordenador da Comdec, Noé Estrela, destaca que mesmo com o grande volume de chuvas nesta terça-feira (19), o plano de contingência da Defesa Civil mostrou resultados, evitando danos maiores nas comunidades. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Social (Sedes), Lau Siqueira, o trabalho de assistência às famílias está sendo realizado em parceria com a Coordenadoria de Defesa Civil (Comdec).

“Estamos trabalhando junto à Defesa Civil nessas comunidades para dar o apoio necessário e tomar providências emergenciais às famílias desabrigadas”, afirmou. As pessoas desabrigadas nas comunidades do Timbó (Bancários) e Saturnino de Brito (Varadouro) e no bairro São José já foram removidas para abrigos provisórios e estão recebendo auxílio de cesta básica, assistência médica, colchões e cobertores.

Lau Siquiera explicou que as famílias que não poderão retornar às suas casas, mesmo após o término das chuvas, serão encaminhadas para inscrição nos programas habitacionais. A Prefeitura também presta ajuda aos desabrigados através de um auxílio aluguel. A população também pode ajudar doando roupas e alimentos nos Centros de Referência de Assistência Social (Crais) e nos Centros de Referência da Cidadania (CRC).

Áreas afetadas – O coordenador da Comdec, Noé Estrela, alertou que ainda há riscos de desabamento e deslizamento nas comunidades do Timbó e Tito Silva. Por isso, está sendo feita a remoção das famílias como medida emergencial. Além do monitoramento dessas três localidades, as equipes da Defesa Civil estão monitorando as comunidades São Rafael (Castelo Branco) e Padre Hildon Bandeira (Torre). “São visitas apenas de vistoria nas moradias, mas não tivemos nenhuma grave ocorrência nesses locais”, disse Noé Estrela. Na comunidade São Rafael houve o desabamento de um muro, mas não afetou nenhuma moradia.

Obras nas comunidades – Para resolver os problemas de moradia e prejuízos causados em períodos de chuva na comunidade do Timbó, a PMJP está construindo 136 casas, através do Programa de Subsídio Habitacional. As unidades devem ser entregues em aproximadamente quatro meses, de acordo com a Secretaria de Habitação Social (Semhab). Além da construção de moradias, serão realizados serviços de drenagem, contenção e estabilização de encostas, pavimentação e saneamento.

O secretário de Habitação Social do Município, José Guilherme, explica que 50 famílias que moravam próximas à encosta do Timbó já foram relocadas para novas unidades habitacionais.

Já no Bairro São José está em andamento à primeira etapa de um plano de urbanização onde estão sendo construídas 420 moradias com previsão de entrega das primeiras unidades até o final do ano. A segunda etapa do plano está em análise na Caixa Econômica Federal e consiste na construção de 2.961 unidades habitacionais na localidade, através do Programa de Orçamento Geral da União (OGU).

Na comunidade Saturnino de Brito, a PMJP tem um plano de urbanização da área que visa à construção de 400 casas através do Programa Pró-Moradia, que também está em análise junto a Caixa Econômica Federal.

Outras obras – Além dessas localidades, as comunidades Santa Clara, Boa Esperança e o Conjunto Gervásio Maia receberão obras de urbanização por parte da PMJP a partir da primeira semana de julho. Os investimentos são na ordem de R$ 15.096.824,13 a serem aplicados em serviços de infraestrutura. A autorização para o início das obras foi assinada nesta terça-feira (19) pelo prefeito Luciano Agra.

A ordem de serviços prevê a realização de obras de drenagem e pavimentação em diversas ruas na Comunidade Boa Esperança, no Cristo Redentor; pavimentação em paralelepípedos em ruas do Gervásio Maia; drenagem pluvial e contenção de encosta na Comunidade Santa Clara, no Castelo Branco; além de serviços de drenagem, contenção e estabilização de encostas, pavimentação e saneamento na Comunidade do Timbó (Bancários).

Chuvas – De acordo com Marle Bandeira, meteorologista da Agência Executiva de Gestão de Águas do Estado da Paraíba (Aesa), as chuvas nos últimos dias estão acima do normal esperado para o mês de junho. Do primeiro dia do mês até hoje já foram registrados 339,8 mm de chuva em João Pessoa, que corresponde a 12,6% a mais do que a média de junho na Capital, que é de 301,7 mm. Das 9h de ontem até às 9h desta quarta-feira (20), a Aesa registrou 111,4 mm de chuva.