PMJP abre inscrições para seleção de propostas da Paixão de Cristo

Por - em 75

Estão abertas até o próximo dia 15, as inscrições para a seleção de propostas de produção e encenação do espetáculo da Paixão de Cristo 2012, que marca a sequência de oito anos nesse novo formato, estimulando a participação de artistas residentes na cidade. O processo de seleção acontece por meio de Edital Público lançado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por intermédio da sua Fundação Cultural (Funjope). O edital público e o edital de retificação estão no link http://www.joaopessoa.pb.gov.br/secretarias/funjope/editais/

Podem concorrer, propostas de artistas e produtores independentes, associações com e sem fins lucrativos, cooperativas, companhias, grupos ou empresas de natureza cultural. O projeto selecionado deve ser executado no período de 6 de janeiro a 8 de abril de 2012.

Serviço – As inscrições das propostas concorrentes no edital público devem ser encaminhadas ou realizadas na Funjope, localizada na Rua Duque de Caxias, n° 352, CEP – 58.0010 – 821, no Centro da Capital.

Segundo o edital, a proposta de encenação deve ser pensada para acontecer em um grande espaço de arena com público nos quatro lados, considerando a Praça do Povo do Espaço Cultural José Lins do Rego como local sugerido pela Funjope para a realização da proposta de encenação, cabendo a esta fundação avaliar a viabilidade técnica e financeira.

Oito anos de história e inovação – No ano de 2005, a Divisão de Teatro da Funjope inovou o projeto da Paixão de Cristo na Capital, passando a contar com dramaturgos e autores paraibanos e, principalmente, valorizando o elenco com atores da cidade.

Trinta mil pessoas a cada ano – O primeiro espetáculo realizado com esta nova roupagem, que atrai cerca de 30 mil expectadores a cada ano e abre espaços para expressões da cultura popular, foi o ‘Mistério da Paixão’, realizado em 2005, com direção de Eliezer Rolim, dramaturgia de Diógenes Maciel e direção musical de João Linhares. Em 2006, foi apresentado o ‘Cordel da Paixão de Deus’, dirigido por Duílio Cunha, com dramaturgia de Tarcisio Pereira e direção musical de Eli Eri Moura.

Em 2007, foi a vez do ‘Jesus, uma Paixão’, que teve a direção de Humberto Lopes, dramaturgia de Cely de Freitas e direção musical de Carlos Anísio. Já em 2008, o espetáculo ‘Maria Canta a Paixão’ foi dirigido por Antonio Deol e Duílio Cunha, com dramaturgia de Luiza Barsi e Helena Madruga e direção musical de Eli Eri Moura. A ‘Paixão do Menino Deus’ foi encenada em 2009, com direção e dramaturgia de Tarcisio Pereira e direção musical de Eli Eri Moura.

No ano de 2010, foi encenada a ‘Paixão da Sagrada Família’, que teve direção e dramaturgia de Antonio Deol, com projeto cênico do Grupo de Teatro Graxa e direção musical de Marcílio Onofre.

Este ano, a proposta encenada foi o espetáculo ‘O Divino Calvário’, do Grupo Experimental Cena Aberta (Geca) e da Trupe Arlequim, com direção de Marcos Pinto. Esta edição ocorreu numa arena montada na Praça do Povo da Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc), numa parceria entre o Governo do Estado e PMJP, através da Funesc e da Funjope.