PMJP amplia rede de iluminação pública no bairro Castelo Branco

Por - em 22

A Prefeitura de João Pessoa (PMJP) prossegue com os serviços de ampliação da rede de iluminação pública da Capital. Agora, o trecho atendido fica no bairro do Castelo Branco, entre os giradores em frente ao Departamento de Comunicação e o de acesso ao Ginásio de Esportes da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). A ação, a ser implantada em vários bairros, integra o Projeto de Eficientização Energética firmado entre a PMJP, a Eletrobrás e a Chesf, com investimentos na ordem de aproximadamente R$ 1,7 milhão, dentro do Programa Nacional de Iluminação Pública e Sinalização Semafórica Eficiente (Procel Reluz). A previsão é que a implantação do projeto seja concluída em um ano, conforme a Secretaria de Infra-Estrutura (Seinfra).

Nesta fase, os bairros beneficiados serão o Castelo Branco, Varadouro, Bancários e Bessa e, de acordo com do Diretor da Divisão de Iluminação da Seinfra, Herivalter Rodrigues, no Castelo Branco estão sendo implantados 18 postes, cada um deles com duas luminárias totalizando 36 pontos de luz, na Rua José S. Navarro. Depois virão o Varadouro e o Bessa, com a melhoria da iluminação das avenidas Gouveia Nóbrega, com a instalação de 26 pontos de luz, e a Artur M. Paiva, com 82 pontos, respectivamente. Em seguida, as equipes irão para as avenidas João Rodrigues, Sérgio Guerra e Walfredo M. Brandão, que integram a via principal do Bairro dos Bancários e que somadas chegam a 144 pontos a serem instalados.

Posteriormente, será instalada nova iluminação nas avenidas Cajazeiras (Bairro das Indústrias – 52 pontos), Engenheiro Elson Gouveia Falcone (Colinas do Sul – 76 pontos), Pedro II (Centro-UFPB – 974 pontos), Panorâmica (Altiplano Cabo Branco – 48 pontos) e Avenida das Indústrias (Bairro das Indústrias – 48 pontos).

Pioneirismo – O secretário da Seinfra, João Azevedo, informa que João Pessoa é pioneira nesse processo. Em todo o Brasil é um dos primeiros municípios onde o Procel Reluz financia a substituição de lâmpadas incandescentes de 100w por leds (light emiting diode). Serão 1.528 pontos de sinalização semafórica em 140 cruzamentos. “Com essa iniciativa, teremos uma economia de até 70% no consumo de energia”, explicou. Os leds suportam 10 mil horas de iluminação constante, o que reduz os custos de manutenção.

O convênio entre a PMJP, Eletrobrás e a Chesf promoverá a expansão da iluminação pública para 612 pontos da cidade, instalação de 14 transformadores, implantação de 1,31 quilômetros de rede de 13,8 quilowatts e mais 11,82 quilômetros de rede de distribuição de 380 volts.

A Prefeitura iniciou as obras de melhoria na iluminação pública pelo Projeto Reluz, parceria entre o município e a Chesf, em novembro de 2006. Na época, foram feitas melhorias nos grandes corredores, gerando uma redução superior a 40% no consumo de energia elétrica, o que representou uma economia de aproximadamente R$ 1,38 milhões para os cofres públicos.