PMJP apresenta o Plano Diretor de Turismo para a Capital

Por - em 31

O prefeito Luciano Agra participou nesta segunda-feira (17) da apresentação do Plano Diretor de Turismo para empresários do trade, membros do Conselho Municipal de Turismo (Comtur)  e executivos, no hotel Hardman, com a proposta para elaborar um Plano Preliminar de Ações, com intuito de traçar diretrizes e atividades para o desenvolvimento de João Pessoa.

O planejamento para elaboração das ações de turismo será desenvolvido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) que pretende adotar uma metodologia específica, de acordo com as características e necessidade de João Pessoa, para que o projeto assegure o envolvimento de todo segmento turístico, de maneira que possam agir de forma colaborativa e integrada.

Este trabalho será fornecedor de subsídios teóricos e técnicos para a construção do desenvolvimento turístico do município, onde serão hierarquizadas ações, oriundas das analises de ofertas, demanda e levando em consideração os cenários a serem trabalhados, pesquisando sobre tudo o perfil dos moradores e dos turistas da cidade.

Na ocasião, o prefeito Luciano Agra mencionou a importância da elaboração deste projeto para Paraíba e para João Pessoa. “Com este processo de contratação da FGV, buscamos potencializar as qualidades do turismo e corrigir as nossas deficiências com ações inovadoras, desde que consigamos manter acima de tudo, a nossa identidade regional e responsabilidade social”, ressaltou Agra.

A elaboração do projeto prevê em médio e longo prazo o desenvolvimento do turismo e o crescimento da economia municipal no setor, com planejamentos que envolvem ações da infraestrutura, meio ambiente, urbanismo, transporte, cultura, com atenção ao desenvolvimento humano, inclusão social e a sustentabilidade local.

Para esta primeira fase de consultoria, elaboração e organização do Plano, serão investidos R$ 480 mil em ações que vão nortear o encaminhamento do turismo na cidade, não apenas na atual gestão, mas será um documento que deverá ser utilizado pelos setores públicos e privados nos próximos anos, por se tratar de um trabalho integral e com reflexões em longo prazo.

De acordo com Francisco Linhares, as estratégias para ações do Plano serão diretrizes com a possibilidade de aprimorar e reforçar as atividades para a fomentação da economia no setor. “Vamos trabalhar de forma integrada e participativa, com a contribuição do setor público, privado e da população com perspectiva em geração de emprego e renda, responsabilidade social e ambiental, qualificação profissional e promoção da nossa cidade”, afirmou Linhares.

Comtur – O Conselho Municipal de Turismo é formado por 22 membros representantes do trade turístico e da sociedade civil e tem por finalidade subsidiar a Setur, na formulação e aplicação de política municipal de Turismo e dos planos, programas e projetos, criando condições para o aperfeiçoamento e desenvolvimento em bases sustentáveis, das atividades na cidade, com intuito de garantir o bem estar da comunidade e dos turistas.

FGV – A Fundação Getúlio Vargas é uma entidade sem fins lucrativos que apresenta uma extensa folha de serviços prestados à comunidade técnico-científica-empresarial e à sociedade como um todo.

No campo da consultoria, a FGV se diferencia por agregar aos seus trabalhos a credibilidade, estabelecida ao longo do tempo, com rápidas e eficientes formulações de grupos multidisciplinares de alta qualificação técnica.