PMJP capacita 1.500 agentes de saúde no combate à dengue

Por - em 19

Cerca de 1.500 profissionais da Saúde do Município de João Pessoa, entre Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Saúde Ambiental (ASA), participam de um curso de capacitação, a partir desta terça-feira (1º), promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O foco do treinamento, que acontece até 12 de fevereiro, é o combate à dengue, integrando o plano de contingência contra a doença.

O treinamento será fornecido de acordo com a programação de cada distrito, a partir das 14h. Os primeiros a promoverem a capacitação, nesta terça-feira, serão as unidades de saúde Indústria I, Indústria II, Cidade Verde I, Cidade Verde II, Padre Ibiapina e Mumbaba, no Colégio Cantalice, no Bairro das Indústrias. As próximas capacitações serão promovidas na quarta-feira (2), no Salão de Igreja do Planalto, no Jardim Planalto; na quinta-feira (3), no Centro de Cidadania de Jardim Veneza, e na sexta-feira (4), na Casa Brasil, no Ernani Sátiro.

Os agentes receberão treinamento no desenvolvimento de ações preconizadas pelo plano de contingência, que toma por base o controle vetorial no município de João Pessoa, mostrando, entre outras ações, como proceder nos casos de suspeita de dengue. “Quando tomamos conhecimento de uma suspeita de caso de dengue, realizamos um bloqueio vetorial, que seria a busca ativa do foco no local para que este seja eliminado”, explicou Renata Nóbrega, diretora da Vigilância à Saúde.

Também está programada para ter início no dia 10 de fevereiro uma qualificação para os enfermeiros e médicos da rede de saúde do município, em que será apresentado o fluxograma assistencial direcionando como os profissionais irão atender os pacientes.

Renata destacou que no plano de contingência constam as ações a serem realizadas pela Saúde e quando desempenhá-las para manter os parâmetros de casos de dengue dentro do satisfatório. “Todos os casos notificados são monitorados pela Vigilância e, semanalmente, estão sendo realizadas reuniões para traçar estratégias de controle da dengue”, assinalou a diretora.

Plano de Contingência contra a Dengue – A secretária de Saúde do município, Roseana Meira, destacou que no plano de contingência são analisadas quais as áreas mais vulneráveis à doença e é feito um estudo a partir deste mapeamento. “João Pessoa é o único município do Estado a ter um plano de contingência, que foi elaborado desde outubro de 2010”, enfatizou a secretária. Roseana explica que a SMS também está traçando ações de prevenção intersetoriais em parceria com a Saúde da Família, Vigilância Ambiental, Orçamento Democrático, Banco do Brasil e Educação.

Na prevenção, parte dos cinco distritos de saúde do município está desenvolvendo ações educativas voltadas para a temática, a exemplo da realizada nos distritos 4 e 5 no último dia 14 de janeiro. Nestas ações a Saúde da Família e a Vigilância Ambiental acionam os Agentes Comunitários de Saúde e os Agentes de Saúde Ambiental para trabalhar nas comunidades, conscientizando a população e procurando focos do mosquito.

No próximo dia 4 de fevereiro, o distrito I vai realizar uma ação educativa com presença de equipe especial fazendo aplicação de fumacê no Oitizeiro, Bairro dos Novaes e Funcionários I. Semanalmente, estão programadas para acontecer ações nas localidades de Oitizeiro, Cruz das Armas, Jaguaribe, Varjão, Cristo, Valentina, Mangabeira, Boa Esperança, Alto do Céu, Mandacaru, Castelo Branco e Altiplano.

Sintomas – Segundo informações do Ministério da Saúde, há suspeita de dengue em casos de doença febril aguda, com duração de até sete dias e que se apresente acompanhada de pelo menos dois dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores musculares, dores nas juntas, prostração e vermelhidão no corpo.

Para a prevenção, a iniciativa mais eficaz é a eliminação dos pontos de água parada em qualquer tipo de recipiente. A ação mais simples para prevenção da dengue é evitar o nascimento do mosquito. A Secretaria de Saúde conta com um telefone para informar suspeitas de foco da doença. O Disque Mosquito, 0800 282 7959, está disponível das 8 às 18h.