PMJP celebra Dia do Patrimônio Histórico com ações e metas

Por - em 99

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) celebra o Dia Nacional do Patrimônio Histórico, nesta sexta-feira (17), contabilizando uma série de ações que promoveram a sustentabilidade do parque histórico da Capital. Ações educativas, oficinas, exposições, valorização da cultura e promoção do desenvolvimento econômico e social estiverem, ao longo de 2012, entre as principais iniciativas da PMJP, por meio da Coordenadoria do Patrimônio Histórico (Copac), para gerir e difundir, de modo compartilhado e sustentável, o patrimônio cultural da cidade.

Uma das campanhas de maior sucesso ao longo deste ano foi realizada pela parceria com as Tintas Coral, chamada “Tudo de Cor”. A partir do primeiro semestre, João Pessoa recebeu pintura em aproximadamente 40 edificações representativas – na sua maioria, com tipologia do início do século XX e também do século XIX.

A educação patrimonial também teve destaque nas ações da PMJP. Neste ano, está em fase de elaboração o projeto A cidade começa onde eu nasci – Memória dos Bairros, que pretende favorecer o conhecimento, a valorização e a preservação dos bens culturais da Capital pelos seus munícipes, por meio de estratégias educativas nos seus bairros.

O projeto, na primeira fase, propõe-se a desenvolver ações nos bairros Tambiá, Varadouro e Centro (bairro da área tombada como patrimônio cultural brasileiro pelo Iphan), e também o bairro de Mangabeira, contemporâneo, localizado em área de grande densidade demográfica.

Dentro do processo de educação patrimonial, há ainda a edição do 2º volume do Caderno Temático “Educação Patrimonial: reflexões e práticas”, que traz textos teóricos sobre educação e cultura na sociedade; oficinas de Educação Patrimonial com a equipe técnica e alunos das escolas públicas da cidade; participação na exposição “Sob o signo das boiadas” (em parceira com a Casa do Patrimônio de João Pessoa); e início das atividades de Educação Patrimonial nas comunidades da Penha e dos Seixas, referentes ao Projeto de Contenção da Erosão Marítima da Falésia do Cabo Branco e Seixas.

Projetos com Iphan e Ministério da Cultura – A PMJP firmou, em 2012, dois convênios com o Ministério da Cultura e o Iphan. O Banco de Projetos tem por finalidade a elaboração dos projetos executivos destinados à recuperação física de imóveis públicos, previsto no Plano de Ação para Cidades Históricas (PAC-CH), pactuado entre o Iphan, o Governo do Estado da Paraíba e a PMJP, em 2010. Esta ação vai contribuir para a celeridade da preservação do patrimônio histórico e artístico da cidade, complementando e valorizando intervenções anteriores e futuras.

Da mesma parceria, resultou o projeto de requalificação de logradouros do Centro Histórico, cujo objetivo é dotar os passeios públicos do Centro Histórico de melhorias de mobilidade e de acessibilidade.

A execução desses projetos de requalificação de passeios públicos, monumentos e áreas públicas tem como foco a valorização do patrimônio cultural e ambiental, a priorização dos pedestres e a melhoria das condições de mobilidade e acessibilidade nas áreas de tombamento federal e estadual.