PMJP celebra Dia pelo Fim da Violência contra a Mulher

Por - em 44

Para marcar o Dia Internacional pelo Fim da Violência contra a Mulher, 25 de novembro, a Prefeitura de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres (SPPM), irá promover uma série de ações a partir da próxima semana. As atividades acontecem em parceria com outras secretarias do município e integram também a Campanha dos 16 Dias de Ativismo.

A primeira atividade da programação é o debate sobre ‘Gênero, masculinidade e violência’, que acontecerá no próximo dia 18 (quinta-feira), tendo como público alvo os homens da Gestão Municipal. Outro destaque é a Mobilização da Juventude contra a Violência à Mulher, cujo objetivo é alertar para o crescente número de jovens violentadas na Paraíba. Esta ação, programada para o dia 26, será realizada em parceria com o Projovem Municipal.

Durante todo o mês, também acontecerão intervenções na programação do Circuito das Praças, com distribuição de material informativo sobre a temática da violência contra a mulher, realizada pela equipe da Secretaria das Mulheres e do Centro de Referência da Mulher Ednalva Bezerra.

Segundo a Secretária de Políticas para as Mulheres, Nézia Gomes, resgatar esta data é reafirmar o compromisso da Gestão Municipal com o enfrentamento da Violência contra a Mulher. “A Prefeitura sempre resgata as datas de luta do movimento de mulheres e o 25 de novembro é uma data importante porque mobiliza a sociedade para a problemática da violência de gênero. E este ano, nosso foco serão os homens da gestão e a juventude, principalmente as meninas, que desde cedo vem encarando a violência dentro e fora de casa”, afirmou Nézia Gomes.

A data – 25 de novembro foi escolhido como o Dia Internacional pelo Fim da Violência contra a Mulher durante o Primeiro Encontro Feminista Latino-americano e do Caribe, em 1981, e adotado oficialmente pela ONU em 1999. A data marca o assassinato das revolucionárias Irmãs Mirabal a mando do então ditador da República Dominicana, Rafael Trujillo, em 25 de novembro de 1961. Essa data se tornou emblemática e passou a ser um dia internacional de protesto contra a violência de gênero.